Moda

Moda

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraModa

Moda é uma palavra que usamos para descrever tudo aquilo que faz parte das tendências de consumo em voga. Muitas vezes usamos sua tradução na língua inglesa como sinônimo de estilo, especialmente para indicar tudo aquilo que seja fashion.

Apesar de a moda normalmente se referir às mudanças de estilo em roupas, sapatos e outros acessórios de vestuário, ela atinge os mais variados setores, especialmente o de Casa e Decoração. A moda é um fenômeno social e econômico extremamente relevante no mundo mdoerno e, especialmente, na vida de quase toda mulher.

Prêt-à-porter e Alta Costura

Apesar de estar ligada ao vestuário e seu uso mais utilitário, a moda também funciona como retrato da sociedade, podendo simbolizar diferenças entre classes sociais, políticas e religiosas.

As roupas, antes utilizadas apenas para cobrir o corpo, com o tempo passaram a diferenciar os nobres dos camponeses. Mais tarde, os novos ricos da burguesia da monarquia. E, depois da Revolução Industrial, permitiu produzir em grande escala peças práticas para o uso no dia-a-dia, o chamado prêt-à-porter – ou, em bom português, “pronto para usar”.

Jeans, camisetas, conjuntos em jersey e bijuterias: todas essas peças contribuíram para democratizar a moda contemporânea. No entano, as grandes casas de moda internacionais, como as maisons francesas Channel, Dior e Yves Saint-Laurent, ainda cultivam o prestigío das glamurosas décadas passadas ao preservarem a arte da Alta Costura – roupas únicas costuradas e bordadas à mão com materiais da melhor qualidade.

Moda

Street Style – a moda das ruas

Por retratar os estágios da sociedade através dos tempos, não é difícil pensar que eventualmente elementos das ruas passaram a influenciar a moda. Trazendo à tona as características peculiares do dia-a-dia nas diversas “selvas urbanas” do mundo, a moda de rua – conhecida na língua inglesa como street style – recebe influências da arte, música, cinema e até mesmo de atividades esportivas.

A moda urbana é composta por um estilo casual – é muito comum ver a interessante combinação de bijuteriais douradas extravagantes com tênis, criando um estilo completamente confortável. Ela também se apropria de outras modas e vice-versa. Um exemplo é a marca brasileira de chinelos Havaianas. Antes restristas à moda praia, hoje elas são item presente na moda de rua de diversas cidades em todo o mundo.

As ruas têm cada vez mais se tornado passarela para produções extravagantes e roupas diferentes, o que é especialmente visível nos bairros mais badalados de capitais como São Paulo e Rio de Janeiro. O boom da Internet também levou ao surgimento de uma nova tendência: os blogs street style. Criados por pessoas que fotografam diariamente os looks mais interessantes das ruas, esses blogs também têm sido responsáveis por moldarem o estilo, beleza e a moda de rua.

Semanas de Moda

As semanas de moda são os eventos que reúnem desfiles e showrooms das marcas que ditam a moda no cenário internacional. As mais prestigiadas ocorrem nas grandes capitais, como Paris, Milão, Londres e Nova York. Nelas podemos ver desfilar as últimas criações dos grandes estilistas e últimas novidades em maquiagem e cabelos, além de reunir todos aqueles que trabalham no universo da moda, como jornalistas, especialistas, celebridades, blogueiros ou apenas entusiastas.

Desde alguns anos, a semana de moda brasileira, representada pela São Paulo Fashion Week e pelo Fashion Rio, tem ganhado cada vez mais visibilidade, elevando o patamar da produção têxtil nacional ao calendário da moda mundial.

Moda e Decoração

Moda, design e decoração são assuntos que se mostram cada vez mais interligados, já que não é difícil ver tendências comuns refletidas em roupas, móveis e ambientes. Decoradores e designers de móveis estão cada vez mais atentos aos lançamentos das semanas de moda e os estilistas sempre ligados nas cores e padronagens utilizadas na decoração da casa.

Cores, tecidos e texturas das passarelas podem ser fonte de inspiração para o design de interiores. A cartela de tons da Pantone costuma ser comum entre as duas vertentes, que normalmente compartilham a “cor do ano” tanto em tintas e acabamentos, como em joias e tecidos.

Muitas estampas de tecidos são inspiradas no trabalho de artistas plásticos modernos ou nos clássicos que figuram a parede de museus intenacionalmente reconhecidos.

Apesar de a moda ter como característica principal a efemeridade, é possível combinar suas tendências na decoração sem ser clichê: basta sempre procurar criar um mix criativo de referências ou optar por uma peça, textura ou cor de destaque para compor uma decoração mais limpa e simples. Seguindo essas dicas, não há como não acertar nessa mistura!

Próximas campanhas