11 mulheres que transformaram o mundo da tecnologia

A história da tecnologia é extensa, complexa e repleta de marcos interessantes – e, mesmo ainda sendo uma área dominada por homens, ela não seria a mesma sem a contribuição dessas icônicas figuras femininas. Descubra agora um especial com 11 grandes pesquisadoras que fizeram história e revolucionaram o mundo através de suas importantes descobertas. 

1. Ada Lovelace: o primeiro algoritmo da história

Mulheres que transformaram o mundo da tecnologia | Ada Lovelace | Westwing
Crédito da imagem: Retrato de Ada Lovelace aos sete anos. (By Artist: Alfred, Comte d’Orsay. Digital image; Somerville College, Oxford (Somerville College, Oxford) [Public domain], via Wikimedia Commons)

Em 1843 Augusta Ada King, também conhecida como Condessa de Lovelace, desenvolveu o chamado primeiro algoritmo da história. O reconhecimento de sua pesquisa, porém, só veio alguns anos depois de sua morte: na época não existia o maquinário necessário para Ada comprovar seus estudos. 

Hoje em dia, a pesquisadora dá nome a um prêmio da Sociedade Britânica de Computação, que contempla avanços significativos em sistemas de informação. 

2. Garotas do ENIAC e os supercomputadores 

Mulheres que transformaram o mundo da tecnologia | Garotas do ENIAC | Westwing
Crédito da imagem: Two women operating the ENIAC’s main control panel while the machine was still located at the Moore School. “U.S. Army Photo” from the archives of the ARL Technical Library. Left: Betty Jennings (Mrs. Bartik) Right: Frances Bilas (Mrs. Spence) setting up the ENIAC. Betty has her left hand moving some dials on a panel while Frances is turning a dial on the master programmer. There is a portable function table C resting on a cart with wheels on the right side of the image. Text on piece of paper affixed to verso side reads “Picture 27 Miss Betty Jennings and Miss Frances Bilas (right) setting up a part of the ENIAC. Miss Bilas is arranging the program settings on the Master Programmer. Note the portable function table on her right.”. Written in pencil on small white round label on original protective sleeve was “1108-6”. Copyright info at [2] Of note, this is PD, provided the phrase “U. S. Army Photo” is along with the photo. Use the photo wherever, but PLEASE include this info.

Seis mulheres foram responsáveis pela configuração de um dos primeiros supercomputadores criados pela Escola de Engenharia Moore (ENIAC), na Pensilvânia, EUA. Betty Snyder, Marlyn Wescoff, Fran Bilas, Kay McNulty, Ruth Lichterman e Adele Goldstine controlavam, de forma 100% manual, mais de três mil interruptores e botões que ligavam um hardware de 80 toneladas. 

Curiosidade: além desse feito, elas também criaram muitos protocolos que influenciam até hoje os sistemas de configurações e preferências dos computadores. 

3. Grace Hopper fez história na Yale

Mulheres que transformaram o mundo da tecnologia | Grace Hopper | Westwing
Crédito da imagem: James S. Davis – Esta imagem foi publicada pela divisão Navy, do exército dos Estados Unidos com o identificador DN-SC-84-05971 (seguinte).

Grace Hopper foi a primeira mulher a se formar na tradicional Universidade de Yale, nos EUA, conquistando um PhD em matemática. Ao longo de sua trajetória, ela contribuiu para a criação da linguagem de programação voltada para bancos de dados comerciais e ficou conhecida por mostrar os problemas relacionados a falhas de funcionamento em softwares. 

4. Dorothy Vaughan, a gênia da NASA

Dorothy Vaughan trabalhou como computer na NASA, onde teve uma carreira profissional por 28 anos. Ao passar dias realizando cálculos, ganhou o reconhecimento de gênia na área de decodificação e foi peça-chave na implementação do Fortran, um sistema de linguagem de programação criado pela NASA em 1950. 

5. Mary Kenneth Keller, referência na área de TI

Mulheres que transformaram o mundo da tecnologia | Mary Kenneth Keller | Westwing
Crédito da imagem: https://fr.wikipedia.org/wiki/Mary_Kenneth_Keller#/media/Fichier:Soeur_Marie_Kenneth_Keller.jpg

Mary Kenneth Keller é a primeira mulher reconhecida a receber um doutorado em Ciências da Computação. Formada na Universidade de Washington, trabalhou em oficinas de informática e contribuiu para a criação da linguagem de programação BASIC, elaborada para fins didáticos. 

Ao longo de sua vida, Kenneth escreveu livros sobre computação e programação que são grandes referências na área de Tecnologia da Informação (TI) até hoje. Sua trajetória foi essencial para abrir caminho para a inclusão das mulheres no ramo da informática.

6. Jean Sammet, a criadora do FORMAC

Jean Sammet criou, no final dos anos 60, o FORMAC: uma das mais importantes linguagens computadorizadas, que funcionava para manipular fórmulas matemáticas e auxiliar na resolução de cálculos complexos. 

Sammet também teve influência na criação do COBOL e foi presidente da Associação para Maquinaria de Computação, uma iniciativa com mais de 70 mil membros, com o objetivo de usar a informática em projetos científicos e educacionais. 

7. Frances Allen, vencedora do Turing Award

Frances Allen foi a primeira mulher a ganhar Turing Award, um importante prêmio na área de tecnologia. Ela trabalhou durante 45 anos em avanços da computação e na chegada das máquinas às casas das pessoas e também foi responsável pela criação das principais bases de sistemas de otimização de código, permitindo que softwares avançados rodassem melhor até nos computadores mais fracos.

8. Karen Sparck Jones: eficiência e inteligência

Karen Sparck Jones foi uma das criadoras do conceito de “inverso da frequência em documentos”, que é base dos sistemas de busca e localização de conteúdo e peça-chave para companhias como o Google. 

Sua pesquisa resultou em um sistema de recuperação de informações que leva aos usuários, de forma muito veloz, todos os dados reunidos em um conjunto de documentos. Isso é possível, graças à rápida busca pelos termos pesquisados nos textos disponibilizados na internet.  

9. Carol Shaw e os clássicos games eletrônicos

Carol Shaw foi uma das funcionárias originais da Atari, famosa empresa da indústria de desenvolvimento de jogos, e ganhou reconhecimento por seu trabalho como engenheira de software para microprocessadores. Ela é responsável pela criação de grandes clássicos de games eletrônicos, como o 3D Tic Tac Toe, Happy Trails e Activision. 

10. Susan Wojciki: do Google para o mundo

Susan Wojciki foi gerente de Marketing do Google em 1999, onde ajudou a desenvolver ferramentas de sucesso, como o Google Images e o Google Books. Ela também trabalhou para a Intel e foi consultora de gerenciamento na Brain & Company e na R.B. Webber & Company. Desde 2014 é a CEO do Youtube. 

11. Gladys West e a invenção do GPS

Os cálculos e algoritmos da matemática ajudaram a determinar variações na força gravitacional, das marés e outras forças que distorcem a forma da Terra. Ela também foi responsável pela programação de um computador que realizava cálculos refinados e acabou se tornando o Sistema de Posicionamento Global (GPS). 

Em 2018, foi incluída no Hall da Fama da Força Aérea dos Estados Unidos, com uma das maiores honrarias conferidas pela instituição.

Gostou da matéria? Leia também: 

Natalia Maruyama

Já conhece o nosso App?

Baixe agora

Baixe agora
Offline