Villa Barbaro

Villa Barbaro

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraVilla Barbaro

A Villa Barbaro é uma vila italiana situada em Vêneto no nordeste do país, mais precisamente na cidade de Maser, na Provincia de Treviso. O projeto foi desenhado por um dos maiores arquitetos italianos de todos os tempos, Andrea Palladio, entre 1554 e 1560, para dois importantes mecenas, os irmão Barbaro. Palladio transformou o velho palácio medieval da família em uma residência de campo luxuosa, adequada ao estudo das artes e à contemplação intelectual.

Também conhecida como Villa di Maser ou Villa Volpi, a Villa Barbaro, além da habitação de campo, é composta por um templo palladiano e foi classificado como Patrimônio Mundial da Humanidade em 1996, pela UNESCO. Além de suas formas neoclássicas, a Villa Barbaro é decorada por com um ciclo de afrescos que representam uma das obras-primas de Paolo Veronese. No Westwing você encontra as melhores dicas para sua casa e ainda aprende mais sobre o universo da arquitetura e da decoração!

Villa Barbaro: Famílias e História

A criação da Villa Barbaro foi uma obra encomendada a Palladio por dois de seus principais mecenas da época, Daniele Barbaro e Marcantonio Barbaro, com a intenção de se tornar a casa de campo da família. O edifício representou um ponto de virada no trabalho palladiano, pois, pela primeira vez, Andrea alinhava a casa dominical e as alas laterais numa unidade compacta, padrão ultra simétrico que é seguido ainda hoje em obras neopalladianas.

A linhagem masculina da família Barbaro, responsável pela casa, se extinguiu no século XVIII e a propriedade passou para as mãos de muitas famílias, como os Trevisan, os Basadonna e os Manin, que a vendeu para Gian Battista Colferai, cujos herdeiros deixaram a residência em ruínas. Em 1850, Sante Giacomelli comprou e começou a restauração e renovação da Villa Barbaro.

Durante a Primeira Guerra Mundial, a Villa Barbaro serviu de sede sob o comando do General Squillaci, de onde baterias de exercito eram disparadas, mas o edifício permaneceu miraculosamente intacto.

Em 1934, o terreno foi adquirido pela família de Giuseppe Volpi e até hoje é lar de seus descendentes.

Arquitetura da Villa Barbaro

O edifício principal da Villa Barbaro é composto por um bloco central e outros dois perfeitamente alinhados, idênticos e simétricos nas laterais. O bloco central é desenhado de forma a parecer a entrada de um templo romano, decorado com quatro colunas jônicas, ainda coroado com símbolos da família Barbaro em relevo.

As alas laterais possuem dois pisos, sendo que as áreas de residência privada se encontravam apenas no piso superior. Porém, suas frentes são compostas por arcos abertos, o que impossibilita a visão externa da existência de diferentes andares. As alas da Villa Barbaro terminam em pavilhões com grandes relógios de sol dentro de seus frontões.

Dentro da Villa Barbaro, as salas abertas e os espaços residenciais estão pintados com afrescos do pintor Paolo Veronese, em estilo neoclássico.

No declive de onde se encontra a Villa Barbaro, ainda existe um templo destinado a função de capela pessoal e igreja paroquial para toda a cidade da aldeia de Maser. Esta foi uma das últimas obras de Palladio, construída por volta do ano de 1580, seguindo o padrão clássico simétrico do trabalho do arquiteto, claramente inspirado no Panteão Romano.

A Villa Barbaro hoje é aberta a visitação do público. Caso esteja viajando pela região de Veneza na Itália, não deixe de conferir esta incrível obra!

Próximas campanhas