Invasão verde… até no banho! Tudo sobre plantas no banheiro

Inspire-se e monte sua própria selva urbana para um verdadeiro respiro na rotina

Invasão verde… até no banho! Tudo sobre plantas no banheiro | Westwing.com.br

O desejo de ter uma casa mais aconchegante para seguir a rotina virtual que marca os novos tempos só cresce. Entre as soluções, as plantas ocuparam cada vez mais espaço no décor e invadiram espaços inusitados, como o banheiro.  Além de adicionar vida ao local, o verde ajuda a criar um clima mais propício para os momentos de relaxamento. “As plantas revigoram e restauram nosso estado físico, mental e espiritual’’, comenta Carol Nóbrega, co-fundadora da FLO Atelier Botânico (@floatelierbotanico no Instagram). 

Carol Nóbrega ensina cuidados para aderir à tendência:

1. “Na hora de escolher as plantas, é interessante buscar aquelas que se adaptam às condições de um banheiro: alta umidade e calor. As tropicais, como jiboia, samambaia, espada-de-são-jorge, filodendro e bromélia são ótimas candidatas.”

2. “Também indico brincar com plantas epífitas, conhecidas como aéreas. A orquídea Vanda, o chifre-de-veado e as inúmeras espécies de Tillandsia são opções esculturais que transformarão um simples banho em uma experiência deliciosa.”

3. “Para não errar, tente imaginar onde as plantas crescem na natureza para entender se vão se adaptar ao ambiente. Suculentas e cactos, por exemplo, não são uma boa ideia para espaços úmidos.”

4. “O lugar mais claro do seu banheiro é o melhor para a planta, uma vez que a iluminação é fundamental para nutri-las. Posicione-as em pontos com bastante claridade, mas sem sol direto por muitas horas, para não queimar as folhas.”

5. “As plantas precisam ser regadas com frequência, mas não deixe de observar seus sinais. Mudanças no clima e dentro de casa são fatores capazes de trazer alterações.”

6. “A umidade é um ponto de atenção. Mesmo que as espécies tropicais estejam adaptadas, é preciso evitar que o ambiente fique úmido ao extremo. Garanta a circulação do ar no banheiro para impedir, por exemplo, a presença de fungos nas plantas.”

Essa matéria foi publicada originalmente na edição 2 da Revista Westwing.

Claudia Ratti

Já conhece o nosso App?

Baixe agora

Baixe agora
Offline