Design nórdico: referências que se espalham pelo mundo

O design nórdico não deixa dúvidas: a geografia e o clima influenciam diretamente nos conceitos decorativos e produção de mobiliários. A região europeia tem temperaturas baixas na maior parte do ano, mas mesmo assim suas referências ultrapassaram fronteiras e se espalharam por todos os continentes. Hoje, os países são ícones inspiradores no mundo inteiro e também no Westwing. Conheça mais sobre as criações nórdicas e a sua história!

história do design nórdico

Onde tudo começou

A metade do século XIX foi marcada pela industrialização que ganhou força ao longo das décadas. Em contrapartida, os países escandinavos criaram uma sociedade para proteger e valorizar o trabalho artesanal. Toda a excelência e cuidado das peças elaboradas à mão tornaram países como Suécia, Dinamarca, Noruega e Finlândia reconhecidos internacionalmente.

design nórdico na decoração

Conceito básico

“Valorizar o essencial” — essa é a filosofia do design nórdico. Por conta da neve e do frio hostil, a região tem uma predominância de branco e dificuldade em encontrar materiais diversificados. Como solução, aposta em elementos básicos e formas limpas e funcionais, alcançando o equilíbrio exato entre a sofisticação e a simplicidade. Por isso, os móveis seguem traços retos e elegantes que se tornam inconfundíveis quando comparados a outros estilos.

móveis do design nórdico

Elementos como madeira, concreto, lã e feltro surgem para oferecer a naturalidade rústica. Cores leves e detalhes industriais complementam o visual das peças e dos ambientes.

Muitas das tendências contemporâneas, ao propor uma relação de proximidade com o simples e natural, se conectam profundamente com os conceitos do estilo escandinavo. O retorno às origens, a busca da essência e o artesanal se unem à funcionalidade e à inovação.

Designers famosos

Em todos os países nórdicos encontramos grandes nomes que criaram e contribuíram para a linguagem própria do design da região. Separamos alguns deles para mostrar a importância de seus trabalhos na história do mobiliário mundial.

Dinamarca: Arne Jacobsen

O arquiteto e designer de móveis Arne Jacobsen é um dos profissionais mais conhecidos do mundo, mas poucas pessoas sabem que ele também é o maior representante da Dinamarca quando nos referimos a mobílias. Alguns de seus modelos mais famosos são a The Egg, Swan e Formiga, que se tornaram clássicos do século XX. Além de mobiliários, Jacobsen também foi responsável por projetos arquitetônicos, como o Hotel Royal SAS, em Copenhague.

Arne Jacobsen e o design nórdico
Fotos: © arne-jacobsen.com

Noruega: Fredrik A. Kayser

O designer de móveis e decorador Fredrik A. Kayser é lembrado pela técnica de laminação aplicada a muitas de suas criações. As formas dinamarquesas com desenhos funcionais e modernos são suas maiores inspirações — sempre com um toque clássico, é claro!

Fredrik A. Kayser e o design nórdico
Fotos: divulgação

Finlândia: Eero Aarnio

Eero Aarnio é um dos maiores ícones do design escandinavo e foi o pioneiro na utilização do plástico em suas peças, marcando os anos 60 com móveis de vanguarda. O designer finlandês trabalhava cores vivas e formas orgânicas, desafiando o convencional. Um dos seus móveis mais famosos que segue exatamente essa proposta é a cadeira Pastil.

Eero Aarnio e o design nórdico
Fotos: © eero-aarnio.com

Suécia: Bruno Mathsson

Filho de marceneiro, Bruno Mathsson aprendeu com o pai os grandes segredos para trabalhar a madeira, mas apenas esse conhecimento não satisfez sua mente. Autodidata, continuou os estudos e se tornou um designer e arquiteto reconhecido por defender a simplicidade e elegância nos mobiliários. Suas criações, que fazem sucesso até hoje, eram inovadoras em todas as etapas: da técnica ao projeto final.

Bruno Nathsson e o design nórdico
Fotos: © mathsson.se

Bianca Machado

Já conhece o nosso App?

Baixe agora
Baixe agora