Pinturas Japonesas

Pinturas Japonesas

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraPinturas Japonesas

A arte é uma das primeiras e principais representações da cultura japonesa, talvez a expressão mais diversificada encontrada no Oriente. É por isso que as pinturas japonesas são tão reconhecidas e amplamente usadas no país, em especial na decoração japonesa, igualmente rica, minimalista, delicada e que serve, inclusive, como inspiração para o décor ocidental. Vários são os estilos de pinturas japonesas existentes, mas os temas mais encontrados vão da cultura popular aos famosos animes.

Assim como as tradições orientais, a história das pinturas japonesas é antiga e cheia de detalhes: as primeiras imagens foram vistas no ano 300 a. C., além de murais com data de 700 d. C. As figuras mais representadas nas pinturas japonesas da época eram grosseiras, com desenhos geométricos e imagens budistas, estas últimas encomendadas para os templos da classe dominante. Quer saber mais sobre as pinturas japonesas? O Westwing elaborou um artigo especial. Veja!

Como são as pinturas japonesas?

A delicadeza dos traços, os registros históricos, paisagens naturais e reproduções humanas são as características que mais marcam as pinturas japonesas. As questões abordadas nas gravuras, sejam nas obras remotas ou nos afrescos atualmente vendidos, também têm influência dos diferentes tipos de arte japoneses.

Durante o período da arte fujiwara, por exemplo, as pinturas japonesas estampavam histórias ilustradas, como os desenhos da História de Genjii feitos para um conto no ano 1.000. Já na arte muromachi, as pinturas japonesas representavam o lendário monge Kensu enquanto se sentia iluminado.

Porém, a pintura japonesa que mais estampa até hoje ambientes e objetos de todo o mundo é a chamada nihonga, colorida e bastante peculiar, que utiliza técnicas e materiais japoneses, como papel washi e seda, além de basear-se em convenções artísticas japonesas tradicionais e misturar artes populares a clássicas.

A aplicação das pinturas japonesas no décor

Não apenas os quadros, mas também cerâmicas, louças, esculturas, almofadas e até mesmo esquadrias podem receber as pinturas japonesas como decoração. O estilo do ambiente em que elas serão expostas não é questão das mais preocupantes, visto que este tipo de arte é versátil e suas ilustrações, bem como os traços marcantes, combinam com qualquer vertente decorativa, desde clássica e rústica até moderna, glamorosa e shabby.

Pinturas japonesas, ambientes encantadores!

Quartos, salas de estar e jantar, escritórios, home offices e cozinhas são ambientes que permitem um décor composto por pinturas japonesas. Para uma sala de estar, por exemplo, a aplicação mais comum desse tipo de arte é atrás do sofá, com quadros sem molduras feitos com imagens da natureza ou com as pinturas japonesas produzidas diretamente na parede.

Já os quartos, cozinhas e home offices podem estampar o desenho de uma delicada árvore cerejeira, tradicional no Japão, ganhando uma atmosfera charmosa e sutil ou, ainda, pontuar graciosos ideogramas japoneses. Independentemente do local, uma dica bem interessante é compor o décor com pinturas japonesas utilizando peças orientais e que remetam à cultura nipônica, como lanternas e sombrinhas japonesas, esculturas asiáticas, abajur japonês, leque de parede e uma espada samurai. Assim, certamente nascerá uma decoração oriental elegante e cheia de originalidade!

Próximas campanhas