Salão do Móvel de Milão 2016

Hoje trazemos as maiores tendências e novidades do Salão do Móvel de Milão, o maior evento de decoração do mundo que este ano chegou a sua 55ª edição. Margot Zanni, a Diretora de Estilo do Westwing Italiano, foi até lá conferir todas os lançamento e agora mostramos tudo para você se inspirar.

Salão do Móvel de Milão 2016

“A tendência de maior destaque no Salão do Móvel 2016, que acho que resume todo o clima desta edição é o conceito de interioridade, concebido como uma maneira de viver a casa. A concretização de morar em um lar aconchegante, confortável, capaz de nos proteger do mundo exterior, de modo hipercinético. Agora, inundados com estímulos contínuos decorrentes de mídia social, de uma vida agitada e convergente, a casa deve ser transformada em um retiro pessoal”, aposta Margot.

Salão do Móvel de Milão 2016

Em 2016, o evento continua desempenhando seu papel de lançar tudo que há de mais moderno no universo do design de interiores. Veja as maiores tendências mostradas por lá.

Produção em série

Depois da alta do artesanato no ano passado, a produção em série volta a ser valorizada para dar vida a peças de impacto. Por isso, os destaques foram objetos como a cadeira Remo, feita em plástico por Konstantine Grcic e a Milà, assinada pelo espanhol Jaime Hayón. Inspirada no mundo dos quadrinhos, a cadeira de Hayón ganhou uma nova roupagem especialmente para o evento, agora sendo fabricada em polipropileno e fibra de vidro.

Salão do Móvel de Milão 2016

Na vanguarda da tecnologia

Os recentes avanços da tecnologia também estavam presentes. Nos pavilhões, as peças Milan Fairgrounds se sobressaíram. É o caso dos painéis Bemolle Caimi Brevetti, uma espécie de cortina destinada a aliviar a reverberação acústica em ambientes.

Olhar nostálgico

A nostalgia dos anos 50 e 60 marcou o design de temporadas anteriores e irá continuar durante 2016 e 2017. Na feira, vimos reedições de obras como a cadeira CH22, desenhada por Hans J. Wegner em 1950, e a cadeira Domus, um dos primeiros produtos finlandeses que conquistaram a América na década de 50.

Salão do Móvel de Milão 2016

Casa verde

Nos espaços urbanos, onde o verde é cada vez mais escasso, qualquer planta é valorizada. Um grande destaque apresentado está relacionado à filosofia de ‘”trazer de fora para dentro’’. Isso quer dizer que, nas próximas estações, jardins verticais, vasos empilháveis, quadros verdes e o clima tropical serão apostas para recriar uma atmosfera natural dentro de casa.

Salão do Móvel de Milão 2016

Porém, não é só na área interna que esse conceito sustentável foi aplicado. O Studio Piuarch realizou uma instalação botânica no teto do edifício, enchendo o espaço de flores e plantas e embelezando a construção.

Salão do Móvel de Milão 2016

Cores e texturas

No que diz respeito a texturas, o salão trouxe uma predominância de veludo, algodão e materiais naturais. A combinação de tons terrosos com acentos fortes e pontuais, como mostarda, tijolo e esmeralda também foi muito usada pelos expositores.

Salão do Móvel de Milão 2016

Algumas marcas fizeram instalações especiais e mostraram as coleções que prometem ditar moda nas próximas estações. Confira!

Cassina

A Cassina, empresa italiana, teve o debute da espanhola Patricia Urquiola como diretora criativa da marca. A designer lançou um conjunto de estofados com curvas suaves, indo contra a moda dos últimos 20 anos, que dava preferência a formas rígidas, design minimalista e linhas retas. Assim, ela deixa sua marca de fluidez no mundo do mobiliário.

Salão do Móvel de Milão 2016

Soft Home

Uma das partes mais interessantes foi a iniciativa de criar instalações nos antigos palácios de Milão. No Bovara Palace, a revista Elle Decor concebeu um protótipo da casa do futuro, chamada de Soft Home. Confortável e interativo, o espaço mostra como a tecnologia pode influenciar relacionamentos interpessoais, permitindo com que as pessoas descubram novas possibilidades que facilitem a vida.

Salão do Móvel de Milão 2016
Salão do Móvel de Milão 2016

Magistral

O Palazzo Turati Francesco recebeu o coletivo Magistral – A Holandesa, que abriu as portas para o melhor do design holandês. Aqui, Edward Van Vliet mostrou sua coleção de pufes criados para a marca Moroso, através de uma série de estampas cativantes que encontram na cor azul seu elemento principal.

Salão do Móvel de Milão 2016

Novos talentos

Há 55 anos, o evento continua surpreendendo envolvendo profissionais e projetos de impacto. A empresa novata Eligo exibiu louças inspiradas em Sardenha, criando um diálogo contemporâneo entre a tradição e a modernidade.

Salão do Móvel de Milão 2016
Salão do Móvel de Milão 2016

O restaurante dos sentidos

Em colaboração com a empresa israelense Caesarstone, o designer Tom Dixon criou uma instalação sensorial chamada The Restaurant, com o objetivo de revisar o conceito de cozinha. São quatro ambientes, cada um representando um elemento: terra, fogo, ar e água.

Salão do Móvel de Milão 2016
Salão do Móvel de Milão 2016

Pratos mágicos

O Laboratório Paravicini editou sua linha de louças com a nova coleção Play Plates, invocando a mágica atmosfera do circo e seus acrobatas. Com teatralidade e uma instalação espetacular, os pratos realmente se movem.

Salão do Móvel de Milão 2016
Salão do Móvel de Milão 2016

Camila Nakamura

Já conhece o nosso App?

Baixe agora
Baixe agora
Offline