Em Milão - restaurante é inspirado na cultura brasileira

Uma explosão de cores capaz de criar o equilíbrio perfeito entre a gastronomia tradicional japonesa e o tempero forte tupiniquim. Buscando sempre novos sabores, a Revista Westwing te leva para conhecer a Bomaki, uma uramakeria nipo-brasileira em Milão. Descobrimos as referências da proprietária e espiamos a linda decoração tropical do local. Quer ver?

Restaurante em Milão

É fácil se inspirar ao ver a atmosfera criada por Farida el Tantawy, empresária e alma criativa do estabelecimento. O lugar é capaz de reproduzir a mistura de duas culturas, sem esquecer da elegância e personalidade.

Restautante em Milão

A entrada para o restaurante é uma experiência interessante, onde é possível ver a fusão dos encantos orientais e a energia carioca. Farida nos convida a sentar em um canto acolhedor de uma sala, no qual o azul predomina, mas é mesclado com cores energéticas, como amarelo e laranja. Orquídeas, hashis e utensílios japoneses dão uma pincelada japonesa na decoração, onde duas nações convivem em harmonia.

Bomaki
Bomaki

Desde a sua abertura, o restaurante é um sucesso. As reservas costumam ser lotadas de pessoas curiosas para conhecer essa união de sabores e referências. E a proprietária nos conta a receita da vitória: “Aproveitando a onda fusion, queríamos criar um espaço fresco, colorido e acessível, com um toque hype. Então decidimos combinar a culinária nipônica, uma aposta certa, com a do Brasil”. O fato do nosso país abrigar a maior comunidade japonesa fora do Japão fez com que a junção dessas culinárias fosse feita de forma natural.

Restaurante Bomaki
Restaurante Bomaki

Como conceito de design para a decoração, foram usados elementos nacionais, como folhagens típicas nos papéis de parede, o toldo próprio de boteco carioca e o tucano para representar nossa fauna.

Dalani-bomaki-11

Os materiais naturais e o artesanato também são baseados nas terras tupiniquins. Mesas de madeira e luminárias feitas em garrafas plásticas ajudam a criar uma atmosfera calorosa.

Bomaki

A nossa arte também está presente no espaço. A empresária levou para as mesas do Bomaki louças feitas por um artista local. Nela, ele trabalhou representações de tucanos e papagaios, tema que também se repete nas almofadas das cadeiras.

Bomaki
Restaurante em Milão

Porém, a preocupação estética não para no décor. Farida explica a importância de a beleza ser levada para os pratos que saem da cozinha: ‘’O impacto visual é a primeira forma de experiência no Bomaki. Ele é um elemento ainda mais válido em termos de culinária oriental, comida pela primeira vez com os olhos. Ela completa: ‘’Estou convencida de que os alimentos e o design andam de mãos dadas, porque é importante criar um ambiente para complementar e contextualizar a experiência de sabores.”

Restaurante em Milão

Quando perguntamos sobre as especialidades da casa, a dona do estabelecimento nos mostra seu cardápio riquíssimo, feito de pratos japoneses. Porém, o diferencial apresentado são  toques conhecidos dos brasileiros que costumam frequentar restaurantes orientais, como sashimis com manga. ‘’Isso sem esquecer do doce, o grand finale. Temos um brigadeiro requintado, servido em pequenos copos e deliciosos pavês’’. Do bar, saem clássicos de boteco, como caipirinha e caipiroska.

Cardápio
Bomaki

Além de ser um ambiente que enche os olhos, o Bomaki consegue captar a alegria do nosso país e levar para a metrópole italiana. O resultado é um espaço onde os contrastes se harmonizam e os opostos se atraem.

Serviço:

Bomaki Uramakeria

Corso Sempione, 10, 20154 – Milão

Camila Nakamura

Já conhece o nosso App?

Baixe agora
Baixe agora