Rio de Janeiro – A cidade maravilhosa muito além do óbvio

A cidade maravilhosa, as belezas naturais em contato com a vida urbana, a Ipanema de Jobim, a descontração do carioca, as tradições do país e a essência do Brasil em um único lugar. Bem-vindo ao Rio de Janeiro, uma terra que aquece o coração e cativa os olhos.

Rio de Janeiro cidade

Hoje a nossa Diretora de Estilo Alexandra Tobler mostra o que fazer no Rio de Janeiro para ir muito além dos pontos turísticos óbvios e aproveitar os prazeres que só esse lugar incrível pode oferecer. Dá para planejar uma viagem de poucos dias ou curtir cada dica ao longo das férias. Bom passeio!

Hotéis para viver experiências únicas

Existem uma infinidade de tipos de hotéis no Rio de Janeiro: de hostels em morros a quartos em frente ao mar. Para quem busca a excelência no atendimento e uma estadia de qualidade, o Hotel Fasano é a escolha certa. Localizado na bela Ipanema, seu projeto é assinado pelo francês Philippe Starck e as reservas são disputadas por turistas do mundo inteiro. Móveis de design brasileiro que nos transportam ao estilo dos anos 50 relembram a bossa nova e os anos dourados do bairro.

Alexandra Tobler Rio de Janeiro Tour

Outra opção irresistível fica no coração histórico da cidade. É o Hotel Santa Teresa – Relais & Chateaux, que em 2010 teve sua suíte Loft premiada como “A Melhor Suite Design de Hotel no Mundo” pela Wallpaper Magazine. O estabelecimento foi erguido em uma antiga fazenda colonial e tem vista panorâmica para contemplar a cidade, o porto e a Baía de Guanabara.

A paz, o bom gosto, o clima que convida ao relaxamento e a variedade de espaços do hotel garantem uma estadia especial. Na decoração há peças assinadas por grandes nomes como Sérgio Rodrigues e Studio Vitty, resultando em ambientes confortáveis, aconchegantes e atuais.

Alexandra Tobler Hotel Santa Teresa

Passeios imperdíveis: para fugir do roteiro tradicional

É claro que quando pensamos o que fazer no Rio de Janeiro logo lembramos de pontos turísticos clássicos como o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar ou o Estádio do Maracanã. Vale a pena conhecer tudo isso, mas é possível fazer outros surpreendentes passeios e fugir do óbvio, conhecendo um lado novo da cidade.

Jardim botânico & Parque Lage

Você foge completamente da vida urbana carioca ao entrar no Jardim Botânico, fundado em 1808 pelo príncipe D. João VI e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Jardim Botânico Rio de Janeiro

Hoje, é um dos centros de pesquisa sobre botânica e biodiversidade mais importantes do mundo porque conta com cerca de 9 mil exemplares botânicos de aproximadamente 1500 espécies. Palmeiras fascinantes, orquídeas ornamentais e cerejeiras delicadíssimas são algumas das atrações. Uma variedade grande de aves, répteis e peixes também habitam o meio natural.

E é caminhando na mesma rua que chegamos ao Parque Lage, perfeito para uma tarde de piquenique e um passeio pelos jardins frontais e laterais. No centro de sua área verde há um lindo palacete erguido no século XX. Os eventos artísticos e cursos de verão também são realizados no local.

Parque Lage Rio de Janeiro

Museu de Arte do Rio

O Museu de Arte do Rio (MAR) foi inaugurado no aniversário da capital carioca: 1º de março de 2013. Instalado na Praça Mauá, ocupa dois prédios vizinhos: um mais antigo, tombado e com estilo eclético; outro mais novo e modernista. Com cerca de 15 mil metros quadrados, nasceu com a Escola do Olhar logo ao seu lado e conta com oito salas de exposições, área educativa, auditório, restaurante, café e loja, além de estar implementando uma biblioteca.

Arquitetura Museu de Arte do Rio de Janeiro

O espaço recebe exposições temporárias que servem como uma leitura transversal da história da cidade: desde as características sociais até os símbolos, desafios e expectativas. Há ainda um acervo próprio em construção. Atualmente, os núcleos do MAR são divididos em “Rio de Janeiro”, “Cultura afro-brasileira”, “Memória da Escravidão”, “Abstração geométrica”, “Artes decorativas” e “Livro-de-artista”.

Seu diretor Paulo Herkenhoff afirma que doar para o Museu é doar para a educação. “O MAR já é um museu com intensa participação da sociedade civil em suas políticas curatoriais e educacionais, na formação do acervo. Cada doador estabelece um contorno especial ao Museu e celebramos isso”, explica Herkenhoff.

Museu de Arte do Rio de Janeiro

Em nossa visita, tivemos a chance de conferir a exposição Paisagens Não Vistas, do artista Marcos Chaves. Paisagismo contemporâneo, cenas urbanas e a perda da utopia em relação à cenário se manifestam nas obras.

Críticas, irônicas e impactantes, as fotografias se manifestam como uma observação moral moderna ao contexto em que estamos inseridos, evocando aspectos culturais e políticos que as paisagens e espaço urbano escondem em suas formas imediatas de aparição.

Parque das Ruínas

No alto do bairro Santa Teresa você encontrará o Parque das Ruínas e ficará encantado ao ir até o mirante e avistar as maravilhas cariocas lá de cima. Ali há também uma casa neocolonial que pertenceu à alta sociedade do século XX. O espaço impressiona pela arquitetura e transmite os ares históricos da Belle Époque.

Parque das Ruínas Santa Teresa

Para nossa Diretora de Estilo: “É uma obra conservada e restaurada que segue impactando ao carregar a força e as marcas do tempo… Só o casarão já valeria a visita ao parque”.

Arquivo Contemporâneo

E é claro que não poderíamos deixar de indicar uma loja aos fãs do design. São muitas opções de lojas e antiquários, mas nós escolhemos para você o Arquivo Contemporâneo. Com showrooms na Zona Sul e na Barra da Tijuca, tem como proposta reunir o melhor do design brasileiro como a coleção de Sérgio Rodrigues e peças icônicas de Niemeyer, além de trabalhar com destaques do cenário contemporâneo nacional como Carlos Motta, Etel Carmona, Jader Almeida, Marcus Ferreira e Aritsteu Pires.

Arquivo contemporâneo loja de design

Para refrescar

Às margens da Baía de Guanabara, o ritual é assim: você faz os pedidos no bar e ocupa um lugar ao sol na mureta do outro lado da rua. Ali terá uma vista deslumbrante da ponte Rio-Niterói e dos barquinhos.

Bar da Urca Alexandra Tobler
Mureta da Urca

Natureza estonteante

Para encerrar um dia perfeito, contemple o pôr-do-sol na Pedra do Arpoador. Ali moradores e turistas se encontram para observar a luz solar se despedindo e indo de encontro ao mar. Os sorrisos são inevitáveis com tamanha beleza. A emoção toma conta. Se ouvir aplausos pode acompanhar: são os visitantes homenageando a beleza infinita da natureza.

Pôr-do-sol do Arpoador

Fotos Hotel Fasano © Divulgação
Fotos Santa Teresa © Divulgação
Fotos Museu de Arte do Rio © Thales Leite
Fotos Arquivo Contemporâneo © Lucas Alves
Fotos Rio de Janeiro, Jardim Botânico, Parque Lage, Parque das Ruínas, Bar da Urca, Pedra do Arpoador e Retratos Alexandra Tobler © João Paulo Racy

Priscila Silvério

Já conhece o nosso App?

Baixe agora
Baixe agora
Offline