Martijn Fabrie - Lugares abandonados e a beleza decadente

Introduzir você em uma atmosfera única. Ultrapassar limites para descobrir histórias do passado e histórias não contadas. Captar a beleza da decadência com um olhar sensível e transmitir a ação dos anos, das décadas, do tempo. Esse é o desafio e a paixão do fotógrafo holandês Martijn Fabrie.

Martijn Fabrie fotógrafo de lugares abandonados.

Tudo começou quando um amigo visitou um hospital psiquiátrico e fez algumas fotos simples que chamaram a atenção de Martijn. A partir daí, ele começou a procurar lugares abandonados e, hoje, viaja regularmente para países como a Bélgica e a Alemanha, conhecendo vários edifícios em ruínas.

Castelo antigo e abandonado
Interior de um antigo castelo
Igrejas, casarões e lugares abandonados.
O fotógrafo visita vários tipos de lugares abandonados: casarões, igrejas e sanatórios

Em busca da atmosfera perfeita

A pesquisa para encontrar lugares abandonados interessantes com pesquisas online e comunidades na Internet. Além do local ideal, existe um grande trabalho posterior de tratamento e edição das imagens. Essas etapas recebem atenção especial porque as condições de luz e cor nem sempre são ideais. Porém, ele nunca interfere no cenário natural. “Fotografar sem iluminação artificial é um desafio, mas eu respeito as regras tácitas de nunca deixar vestígios da minha presença”, conta o fotógrafo.

Casarão abandonado. Projeto do fotógrafo Martijn Fabrie
Mosteiro antigo e abandonado.
A identidade dos locais não é revelada para evitar o vandalismo
Cadeira em antigo sanatório abandonado.
A fotografia intitulada Red Chair traz o cenário destruído de um sanatório

Inspirações e referências

É no trabalho de fotógrafos que tratam do mesmo tema, como Romany WG e Bousure, que Martijn Fabrie encontra inspirações. Ainda assim, ele acredita que é importante desenvolver seu próprio estilo. Para isso, procura referência de profissionais que lidam com outros projetos fotográficos. Brooke Shaden, Erwin Olaf and Bernhard Quade são alguns nomes que ele admira.

Hall de entrada de mansão abandonada.
Hall de entrada de um casarão registrado por Martijn Fabrie
Lugares abandonados - Mercado antigo
O jovem holandês também encontrou poesia em um mercado abandonado

Depois de captar o passado, como será o futuro?

Visitar outros lugares abandonados e revelar a beleza do tempo continuam nos planos do fotógrafo. Porém, ele quer experimentar diferentes assuntos e misturá-los ao tema da decadência. Modelos e paisagens entram em cena nos novos projetos.

Casa abandonada e antiga. Nostalgia.

Se você quiser conhecer mais sobre o trabalho de Martijn Fabrie é só clicar aqui!

Fotos © Martijn Fabrie

Priscila Silvério

Já conhece o nosso App?

Baixe agora
Baixe agora