Azulejo português

Famoso mundialmente, o azulejo português apareceu e surpreendeu nas passarelas internacionais. Em pouco tempo, invadiram o universo de design de interiores. Nesta estação, a proposta continua em alta e se manifesta de várias formas, inclusive nos móveis e decorativos. Confira como o arquiteto Roberto Migotto adotou o recurso em seu projeto para a última Casa Cor.

Azulejo português

Cores e criatividade

Toques pontuais de amarelo, tons de azul e doses de branco predominaram na casa de praia assinada por Roberto Migotto. Com 500m², o local reunia traços tradicionais através de um olhar contemporâneo. O equilíbrio entre as tonalidades, a integração de ambientes e recursos criativos destacaram o projeto dos demais.

Releituras

Estampas bem elaboradas resultam em releituras dos padrões de azulejos portugueses. E elas aparecem em vários detalhes da composição: nos estofados, vaso e garden seat. Há cada vez mais opções para quem quer decorar com este visual tradicional que foi repaginado.

Arte preservada

Em Portugal o azulejo servia para expressar identidades e coleções artísticas nacionais. Acolher a referência estética em um ambiente não é apenas decorar com beleza, mas também preservar este conceito histórico de arte.

© http://www.robertomigotto.com.br/

 

Priscila Silvério

Já conhece o nosso App?

Baixe agora
Baixe agora