Jardim Oriental

Jardim Oriental

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraJardim Oriental

Aproveitar o dia em um jardim oriental é um poderoso bálsamo de tranquilidade e serenidade em meio a agitada vida moderna. O design oriental é perfeito para criação de interiores e exteriores que se destacam pela sensação de paz, equilíbrio e contemplação capazes de estimular e transmitir. Nesse tipo de ambiente, a escolha e disposição dos recursos é realizada com todo cuidado, já que cada elemento tem o seu papel e exerce função crucial na composição da paisagem.  

Os jardins orientais são baseados em equilíbrio. Seja pelo bom uso dos elementos naturais, excelência na disposição paisagística e na escolha dos acessórios, desfrutar de jardins orientais é como desfrutar de um oásis particular dedicado à recarga de energias. A boa notícia é que montar um jardim oriental está ao alcance de qualquer um. O Westwing traz muita inspiração para você montar um jardim oriental. Saiba como aproveitar espaço, escolher plantas e acessórios para o seu jardim!  

Elementos de um Jardim Oriental

O jardim oriental é uma reprodução compacta do planeta e seus recursos naturais. As pedras representam as montanhas e ilhas, a areia pode ser associada ao correr do tempo, enquanto os caminhos e passagens fazem referência à própria jornada da vida. Assim como tudo relacionado à cultura do Oriente, o simbolismo é um aspecto marcante no design de um jardim oriental. Confira dicas para trabalhar os elementos na composição de jardins orientais.

Água no jardim oriental: a presença do elemento água é de fundamental importância no design de jardins orientais. A água está associada a aquietação e relaxamento mental e aparece em forma de fontes, ânforas, lagos, poços e cascatas. É comum que os lagos característicos dos jardins orientais sejam utilizados como estímulo e foco de meditação. Para o caso de um jardim oriental compacto, as fontes naturais e vasos são uma boa opção.

Jardins_Orientais

Pontes no jardim oriental: as pontes carregam simbolismo e apelo estético na composição dos jardins orientais. O recurso pode ser utilizado para melhor aproveitamento de espaço e também para contemplação. Pontes de bambu são as mais utilizadas nesse tipo de paisagem.

Pedras no jardim oriental: a disposição de pedras é considerada uma forma de arte na Ásia. Pedras podem ser utilizadas para destacar um canteiro ou planta e realçar ainda mais os elementos aquáticos. As pedras também ajudam a direcionar o ponto focal nos jardins orientais. Uma seleção de pedras decorativas de tamanhos variados ajuda a reproduzir o ambiente natural no jardim e promover relaxamento e tranquilidade mental.

Plantas para jardim oriental: árvores são especialmente importantes, já que propiciam sombra e exploração do espaço vertical no jardim oriental. O bordo japonês é uma das espécies tradicionalmente encontradas nos jardins orientais. A escolha das plantas é feita com base na cor, fragrância e textura das espécies. Lírios, nandinas e peônias são algumas das escolhas populares nesse tipo de paisagem. O bambu é marca registrada do jardim oriental. Além do seu uso enquanto material de construção essencial na Ásia, a planta também é elemento chave no design dos jardins. É comum que o bambu seja aplicado a construção de portões, canteiros, fontes e outros acessórios.

Continue navegando pelo Westwing para se inspirar com muito mais dicas para compor seus interiores e exteriores!

Próximas campanhas