Calefator

Calefator

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraCalefator

São grandes as possibilidades para quem deseja aquecer sua casa e deixá-la mais aconchegante. Uma delas é o calefator, espécie de lareira com porta desenvolvida para aquecer ambientes maiores. Charmoso, ele pode ser incorporado à decoração e com certeza chamará a atenção de quem for à sua casa.  

Entre os benefícios do calefator estão gastar menos lenha que uma lareira e ser mais eficiente, já que queima tanto a lenha quanto o gás proveniente dessa queima. Tomar um vinho e preparar um belo jantar tendo como cenário a chama gerada pelo calefator e seu gostoso calor vai deixar sua noite deliciosa! Saiba mais no Westwing.

Instalando um calefator

É muito fácil equipar a sua casa com um calefator, já que ele é vendido com um kit, contendo canos, acabamento de forro e chapéu chinês. Um pequeno canto de um ambiente pode acomodar esse equipamento, que deve ser instalado por uma mão-de-obra qualificada. Por conter porta, ele pode ficar aceso a noite inteira, garantindo uma noite aconchegante e quentinha para você e sua família.

Como funciona o calefator

A caixa de fogo interior de um calefator se divide em duas câmaras: na parte inferior se coloca a lenha e, na parte superior, fica o templador – peça retangular com perfurações que permitem a entrada de ar secundário. Assim, os gases combustíveis liberados na queima da lenha, somados ao ar secundário e à alta temperatura interior, incendeiam-se. Essa é a segunda combustão que ocorre no calefator. Queimando em dobro, a lenha dura muito mais tempo, já que uma dos combustões é obtida pela queima da lenha e, a outra, pelos gases liberados dentro do calefator.

Benefícios do calefator

A calefação é uma forma de aquecimento muito eficiente, já que impulsiona o ar frio e o faz circular internamente. Assim, enquanto houver fogo na estufa haverá calor, deixando o ambiente quente por muito mais tempo. Estima-se que o calefator a lenha aproveite 80% do potencial de calor gerado pela combustão. No caso das lareiras tradicionais, apenas 20% desse potencial é aproveitado.

Piso bem quentinho

Além do calefator, um sistema muіtо utilizado atualmente e que faz sucesso nas regiões mais frias é о aquecimento dо piso. Nesse tipo dе calefação, é aplicado роr baixo dо piso um sistema elétrico, que libera fonte dе calor е aquece toda а casa dе baixo раrа cima. Imagine que delícia poder andar sem chinelos pela casa e sentir os pés quentinhos? Esse sistema tem, ainda, a vantagem de secar о ambiente rapidamente, evitando mofos e bolores.

A origem da calefação – da fogueira ao calefator

A calefação é vastamente utilizada em países de clima temperado e frio, seja através de aquecedores, calefatores ou lareiras.. É utilizada há muito tempo, desde a época em que os homens das cavernas incendiavam madeira para aquecer o o ar no interior do recinto. O sistema contou com algumas evoluções no auge do Império Romano, quando passou-se a usar dutos com água quente, que espalhavam o ar aquecido por toda a habitação. Assim, era necessário ter fogo aceso apenas em um cômodo, caracterizando um processo denominado de calefação central.

O homem e o fogo

A relação entre homem e fogo passou por três estágios distintos: a produção pelo homem, a manutenção por meio do uso de fogueiras e a utilização de resinas para que ele não se apagasse tão facilmente quando as tochas acesas eram carregadas. A fogueira mais antiga do mundo data de 790 mil anos e, ao que tudo indica, foi feita às margens do rio Jordão, entre Israel e a Jordânia. Na mitologia grega, a criação do fogo é imortalizada na tragédia “Prometeu Acorrentado de Ésquilo”, que relata o mito da domesticação do fogo.

Próximas campanhas