Cris Conde: traços feminos e inconfundíveis

Conhecida pelo desenho delicado, a sensualidade nas formas femininas e a economia nos traços, Cris Conde é neta da galerista Duda Conde e parece que não poderia ter seguido outro caminho que não fosse o sucesso artístico.

Cris Conde

Desde criança ela já estava envolvida com este meio e costumava brincar com as tintas e pincéis. A diversão virou coisa de gente grande e surtiu um efeito positivo, mostrando que era possível viver de arte. “Percebi que seria o meu caminho quando vendi o primeiro quadro”, relembra. Hoje, os quadros são feitos basicamente com tinta à óleo. De uns tempos para cá, Cris está experimentando pintar com carvão e acrílica seca. “É uma acrílica italiana muito bacana porque não reflete a luz e o efeito fica parecendo um veludo”, comenta.

Cris Conde 2

Trajetória natural

A artista plástica conta que sua trajetória foi bastante natural e nunca precisou fazer grandes investimentos em marketing, apenas pintava e seu trabalho ia se espalhando pelas pessoas que compravam. O primeiro grande projeto foi com a Coca-Cola governamental. Depois disso, vários projetos corporativos começaram a procurar suas criações. Só para citar alguns podemos destacar o Hotel Copacabana Palace, Hospital das Clinicas de São Paulo e a TAM Linhas Aéreas.

Cris Conde 3

Em 2013, foi convidada para participar da renomada Bienal de Firenze, Florença (Itália). Quando a chamaram, Cris quase não acreditou. “Pensei: não é possível, porque eu nunca consigo juntar várias telas para uma exposição coletiva. Nunca fui atrás de galeria nem nada”. Ela não conseguiu comparecer no evento, mas as obras continuam agradando ao público. Prova disso são quadros que já foram vendidos para os EUA, França e África do Sul.

E é claro que pelo Brasil você também pode apreciar este talento nacional que vem ganhando o mundo. Já existem mais de 50 lojas ao redor do país que oferecem as peças da artista.

Cris Conde 4

Inspirações e referências

A figura da mulher é uma constante nos trabalhos de Cris Conde. Ela acredita que isso acontece em grande parte por causa do seu cotidiano que é rodeado por mulheres. “Tenho três filhas, muitas amigas, vivo com muitas mulheres desde sempre”, explica.

Cris Conde 5

Para o processo criativo, a artista plástica conta que não possui nenhum ritual específico, a não ser cuidar da casa inteira. No entanto, destaca vários nomes que a inspiram. O primeiro que a encantou quando era criança foi Juarez Machado. Matisse, Modigliani e Picasso também aparecem em sua lista de referências. Há ainda os que a marcaram no período em que morou na Áustria, tal como o expressionista Oskar Kokoschka e Gustav Klimt, forte representante do modernismo austríaco.

Próximos passos

O objetivo para o futuro é disseminar a arte cada vez mais. Para tal, Cris já está investindo na ampliação do portfólio de produtos. Este ano lançará uma coleção nova de azulejos com ilustrações diferentes, assim como uma linha de papelaria com quatro artigos.

Produtos da Cris Conde.


As exposições também estão agendadas. Além da CRAFT DESIGN, que ocorre em duas edições na cidade de São Paulo, ela estará na Artifact (Galeria de Nova York) e na Little Treasures, uma mostra de pequenos formatos que acontece em Bolonha.
Se quiser conhecer a galeria internacional online com mais obras dela clique aqui!

© Fotos: Ramanaik Bueno

Priscila Silvério

Já conhece o nosso App?

Baixe agora
Baixe agora
Offline