Termômetro para Vinho

Termômetro para Vinho

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraTermômetro para Vinho

Degustar um vinho é um prazer sem igual. Os aromas, as texturas e o sabor de um bom vinho fazem uma noite valer a pena e as conversas irem longe. Porém, para que essa bebida esteja perfeita é necessário um termômetro para vinho, que mostra a temperatura ideal para que você saiba se ele está no ponto certo de ser aberto ou não. A etiqueta do mundo vinícola diz que o vinho branco deve ser servido fresco, ao passo que o vinho tinto deve ser consumido a uma temperatura ambiente.

Segundo especialistas, a temperatura do vinho não pode ultrapassar os 18°C, pois o álcool evapora com muita intensidade. Atualmente, o termômetro para vinho é um objeto prático, fácil de usar, preciso e com visor digital. Usá-lo é muito fácil: basta colocar o sensor dentro da garrafa, vedando-a com a borracha. Depois, basta ligar o termômetro para vinho e o visor mostrará a temperatura da bebida.

Aprenda a interpretar o termômetro para vinho

Quando o termômetro para vinho aponta 18°C, temperatura máxima do vinho, o aroma ou bouquet está no seu auge. Se ele for submetido a menos de 8°C, no entanto, suas características são praticamente anuladas. Por isso, entender como a temperatura influencia no sabor do vinho é fundamental para degustar o produto em sua melhor forma. O termômetro para vinho é um ótimo aliado nessa hora!

Vinho branco: qual é a melhor temperatura?

Para ter um vinho branco bem refrescante, o mais aconselhado é submergir a garrafa em um balde com partes iguais de água fria e de gelo. Depois de aproximadamente oito minutos o termômetro para vinho mostrará que a bebida foi de 18 para 3°C. No verão, é importante colocar o vinho na geladeira por várias horas e, depois, manter a temperatura fresca à mesa utilizando um balde de gelo.

Utilizando o termômetro para vinho no tinto

Esse tipo de vinho normalmente é consumido a temperatura ambiente e, por isso, deve ser colocada no local onde será servido, aquecendo de forma natural e gradual. Se quiser subir a temperatura do vinho, use novamente o balde, dessa vez com água quente. Suba a temperatura até o termômetro para vinho mostrar de 13 para 18°C mergulhando a garrafa durante sete ou oito minutos. Apenas tome cuidado para não aquecer demais o vinho, que se estraga em temperaturas altas.

Se você quiser decantar o vinho (fazer com que ele respire) faça isso antes do aquecimento. No verão há a opção de refrescar um pouco a bebida, colocando-a no geladeira. A temperatura mínima que mostra no termômetro para vinho não deve passar dos 12°C.

Os benefícios do vinho

O vinho comprovadamente tem benefícios para o coração. Uma substância em particular, o resveratrol, é responsável pelos efeitos benéficos do vinho sobre a saúde, pois ativa mecanismos cardioprotetores. Essa substância é produzida naturalmente pela pele das uvas em resposta à infecção por fungos, incluindo a exposição às leveduras durante a fermentação. O vinho possui, ainda, outros polifenóis, antioxidantes e flavonóides. Em alguns lugares, o vinho é utilizado para tratar feridas, pois são agentes antibacterianos eficazes. Usando o termômetro para vinho você aumenta ainda mais o prazer de degustar essa delícia!

O surgimento do vinho

As evidências arqueológicas sugerem que a mais antiga produção de vinho teve início em vários locais da Geórgia, Irã, Turquia e China entre 8000 e 5000 a.C. No Antigo Egito, o vinho desempenhava um papel importante na vida cerimonial e foi introduzido ali pelos gregos. Na Grécia e Roma clássicas, Dioniso era o deus grego do vinho e da diversão, e o vinho era frequentemente mencionado nos escritos de Homero e Esopo. Ainda hoje o vinho tem um papel central em cerimônias religiosas cristãs e judaicas, tais como a Eucaristia e o Kidush.

 

 

Próximas campanhas