Temperatura de Cor

Temperatura de Cor

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraTemperatura de Cor

A temperatura de cor das lâmpadas é um quesito que merece atenção na hora de planejar a iluminação de qualquer espaço. Com a tonalidade considerada quente, aquelas que emitem luzes puxadas para as cores amareladas, criam-se ambientes propícios para o descanso. Já locais que abusam de energia elétrica com luz branca, opção que se encaixa na categoria fria, são indicados para uso em lugares que precisam de atenção. Ambientes de trabalho, salas de estudo e áreas de serviço são alguns dos exemplos.

Para que você saiba mais sobre temperatura de cor, possa planejar como usar no seu décor e não errar nas suas escolhas, o Westwing separou algumas informações. Confira abaixo nossas dicas de como checar cada tonalidade de lâmpada para sua composição e dar vida, sensação e clima aos espaços da forma exata como deseja. Aproveite!

Regras para conferir a Temperatura de Cor

Toda lâmpada apresenta em sua embalagem a informação da temperatura de cor que traz. Para isso, há uma medição em graus Kelvin (K)feita pela empresa que a fabrica. Quanto maior a numeração, o grau, mais clara a lâmpada será. Essa escala de medição para as unidades varia de 2700K (luz suave, amarelada, quente) a 6500K (luz clara, azulada, fria).

Temperatura de cor com luz quente

De acordo com a temperatura de cor, luzes quentes, aquelas que apresentam menor índice de graus Kelvin e nitidamente amareladas, remetem a sensações como aconchego, descanso e tranquilidade. Por esse motivo, elas são indicadas para ambientes como:

Sala de estar: Espaço considerado o cartão de visitas do lar, a sala de estar é um dos ambientes que se encaixam na lista de cômodos ideais para receber a luz quente da categoria determinada pela temperatura de cor. Luminárias de piso, abajures ou arandelas são alguns dos produtos de iluminação válidos para uso no espaço.

Salas de jantar: Podem ser usados no ambiente pendentes ou um lustre principal colocado em cima da mesa do cômodo. Spots instalados no teto ou sancas invertidas (parte interna entre o teto e a parede construída especialmente para abrigar lâmpadas) são outros bons investimentos para o cômodo de acordo com os padrões adotados quando se refere ao quesito temperatura de cor.

Salas de TV: Outro ambiente que harmoniza perfeitamente com a luz quente, segundo as normas indicadas pela temperatura de cor, é a sala de TV. No espaço, trilhos de iluminação, plafons ou luminárias de teto podem ser utilizadas para levar a claridade necessária ao cômodo.

Temperatura de cor com luz fria

Em contrapartida às lâmpadas de luz quente estão as opções consideradas frias segundo a regulamentação adotada pela temperatura de cor. As luzes que trazem maior índice de graus Kelvin e bastante claras. Elas são indicadas para uso em cômodos que precisam de maior atenção, como, por exemplo:

Áreas de trabalho: A temperatura de cor destes cômodos precisam ser consideradas frias para incentivar maior atenção aos serviços que devem ser feitos. Luminárias de mesa para cada funcionário que atua no espaço, spots colocados no teto ou demais produtos com lâmpadas LED são bons investimentos para uso no espaço.

Cozinha: A cozinha está entre as áreas que são mais bem aproveitadas quando contam com luzes frias, de acordo com a medição da temperatura de cor. No ambiente, o corte dos mantimentos e a preparação dos pratos precisam ser feita com todo o cuidado e critério para garantir a boa qualidade. Lâmpadas com luzes claras e fortes são indicadas especialmente por isso.

Área de Serviço: A limpeza de um ambiente como a área de serviço e as tarefas nela realizadas também adotam uma iluminação formada por lâmpadas de luzes claras ou frias. Dessa forma, há claridade adequada para que se possa lavar roupas cuidadosamente e garantir a perfeita higienização dos itens.

Próximas campanhas