Tapete Retrô

Tapete Retrô

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraTapete Retrô

O retrô invadiu de vez o décor moderno! Aquele jeitinho de antigo, com peças que reproduzem itens originais das décadas de 50 a 70, hoje pode ser percebido em mobílias, utensílios e adereços atuais, mas com toques tradicionais e de saudades do passado. Este tipo de décor pode ser facilmente pontuado, uma vez que não faltam opções para trazê-lo para dentro do lar, mesmo que de forma discreta e sutil. Nisso, o tapete retrô pode ajudar.

Tapetes sempre foram uma forma criativa e versátil de dar personalidade ao piso; com o tapete retrô esta tarefa se tornou mais alegre, original e graciosa. O Westwing, maior clube de compras online voltado ao universo de casa e decoração, descobriu o poder decorativo e as possibilidades estéticas do tapete retrô e, por isso, reuniu em um artigo dedicado à peça dicas, inspirações e dados essenciais para quem pensa em misturá-lo ao décor. Acompanhe!

Tapete retrô: moderno, mas com cara de antiguinho!

Esta pode ser a melhor definição para um tapete retrô. Isso porque seus acabamentos, materiais e técnicas de produção foram modernizados, porém, as padronagens são quem dita o estilo retrógrado. As matérias-primas que dão forma à peça são lã, algodão, poliéster ou viscose, seja com o uso do crochê ou no modelo shaggy e heterogêneo.

O colorido é outro destaque do tapete retrô, com tons que seguem a tendência deste estilo: supervibrantes, alegres e ousados. Dentre as principais cores nele presentes, tonalidades de verde como o lima, oliva e abacate o mostarda são as mais características; laranja, vermelho, rosa, marrom e o clássico preto e branco também aparecem com frequência no tapete retrô.

As estampas do tapete retrô

Se existe um detalhe que faz do tapete retrô um item evidente e charmoso no décor, ele são as estampas! Os inúmeros padrões, formatos e figuras chamam a atenção, principalmente por seu efeito psicodélico, presente em excesso nos anos 60. Além disso, texturas florais, listras, poás, chevrons, pied-de-poule e padronagens geométricas como círculos, retângulos, quadrados e losangos são as mais usadas.

Outra tendência bastante utilizada como padrão no tapete retrô são as ilustrações com símbolos de época ou personagens de filmes famosos, cantores, propagandas e da pop art. É comum, por exemplo, encontrar modelos de tapete retrô em formato de fita cassete, vitrola, vinil ou, ainda, com o desenho de Elvis Presley ou de super-heróis.

Onde usar o tapete retrô?

Antes de definir em qual cômodo da sua casa fica melhor aplicar o tapete retrô, procure utilizar cores que se harmonizem com os tons dos móveis e demais adornos como almofadas e cortinas, afinal, o papel do tapete retrô no ambiente, mesmo que ele seja destacado, é de proporcionar conforto térmico e visual, delimitar espaços e conferir estilo.

Sobre os ambientes, o tapete retrô pode ser usado no piso de praticamente todos os cantinhos do lar, independentemente de fazer o papel de uma passadeira, um capacho ou carpete. Tapetes para sala, por exemplo, podem ter como principal característica os atributos de um tapete retrô, dando às áreas de estar, TV ou jantar um toque divertido e charmoso.

No quarto, o tapete retrô pode imprimir personalidade, temática e aconchego, uma vez que tapetes para quarto pedem maciez e realce. Neste caso, assim como em uma sala ou closet, o modelo shaggy é uma excelente pedida. Home offices, escritórios, halls de entrada, corredores, cozinhas e até banheiros também podem contar com um tapete retrô na decoração. Basta você avaliar as necessidades dos espaços e sair criando!

Próximas campanhas