Quadros de Tarsila do Amaral

Quadros de Tarsila do Amaral

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraQuadros de Tarsila do Amaral

Obras de arte, em especial as pinturas, são uma das melhores formas de dar ao décor um toque de elegância, sejam clássicas, modernas, abstratas ou temáticas. Com elas, não é preciso muito para deixar os ambientes mais vivos e decorados: basta um quadro e o cômodo ganha charme e alegria. Para os que não fogem do tradicional e fazem questão de uma obra clássica, com cores e formas intensas, os quadros de Tarsila do Amaral são a escolha certa.

Desenhista e pintora, Tarsila foi uma das artistas mais renomadas do Brasil, figura essencial às artes plásticas e aos movimentos modernista e antropofágico. Os quadros de Tarsila do Amaral refletem em seus traços e tons a paixão da artista pelo tropical e pela natureza brasileira. A seguir, o Westwing preparou um especial aos admiradores dos quadros de Tarsila do Amaral, com suas principais características e aplicações no décor. Confira!

O ESTILO DOS QUADROS DE TARSILA DO AMARAL

Os quadros de Tarsila do Amaral são verdadeiras representações dos sentimentos e experiências de vida da autora. Como a própria artista dizia, “eu invento tudo na minha pintura e o que eu vejo ou sinto, eu estilizo”. Modernistas, suas obras eram marcadas por cores vivas, figuras geométricas (influência do estilo artístico cubismo), formas surrealistas, temas de cunho social, cenas cotidianas e muita paisagem.

Outra marca das pinturas de Tarsila do Amaral e que também tem forte ligação com o cubismo é sua estética fora dos padrões, a técnica lisa de pintura e o modelado legeriano, herdados do pintor Fernand Léger enquanto morou em Paris e do qual era amiga. Contextos religiosos e pessoas próximas da pintora também foram fortes influências para a criação dos quadros de Tarsila do Amaral.

PRINCIPAIS QUADROS DE TARSILA DO AMARAL

Abaporu: é a pintura a óleo mais famosa e de destaque entre os quadros de Tarsila do Amaral. Tela brasileira com maior valor em todo o mundo, foi pintada pela artista como presente ao seu marido Oswald de Andrade na época. O nome em tupi significa “homem que come gente”.

Operários: é um dos quadros de Tarsila do Amaral que representa a classe trabalhadora das fábricas na época. Também tem como mensagem a variedade racial do Brasil e o alto número de pessoas vindas para as cidades grandes em busca de emprego, estimulando o capitalismo.

O Pescador: está entre um dos quadros de Tarsila do Amaral mais coloridos e tropicais, parte de sua fase artística “Pau-Brasil”; tem como representação uma cena tipicamente brasileira, com o pescador em um lago que pertence a uma vila de casinhas simples, em meio à vegetação característica do país.

A Negra: de todos os quadros de Tarsila do Amaral, este talvez seja o que melhor represente as lembranças e experiências por ela vividas: é uma recordação da infância da artista, quando morava em uma fazenda onde as escravas cuidavam de crianças.

Outros quadros de Tarsila do Amaral que também têm fortes traços de antropofagia, cubismo e pintura lisa são: “O Ovo (Urutu)”, “A Cuca”, “Antropofagia”, “Sol Poente” e “Cartão Postal”, além de seu “Autorretrato”.

QUADROS DE TARSILA DO AMARAL NA DECORAÇÃO

Os quadros de Tarsila do Amaral, hoje representados por réplicas, são super decorativos e dão um toque vistoso e destacado aos ambientes. Seu uso no décor confere um tom despojado e combina com todos os estilos, de clássicos e rústicos a modernos e bohos, já que existem pinturas de diferentes traços e aspectos. São perfeitos para sala de estar – em cima do sofá, lareira ou aparador –, salas de jantar, escritórios e quartos. Experimente e conte-nos o que achou!

Próximas campanhas