Porta-charutos

Porta-charutos

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraPorta-charutos

A degustação do charuto vem de muitos anos atrás, desde a época do descobrimento do Brasil. Não se sabe ao certo quando o charuto foi descoberto, mas há indícios de que europeus da esquadra de Colombo foram os primeiros a provarem e espalharam a iguaria mundo afora. Hoje, degustar um charuto é sinal de sofisticação e, para armazenar adequadamente este tipo de fumo, nada melhor que um porta-charutos para manter todo o seu aroma e frescor.

Para bons degustadores, não podem faltar os acessórios que fazem com que a experiência de fumar um bom charuto torne-se ainda mais prazerosa. O mercado está cheio de opções para estes apreciadores. Uma excelente alternativa para armazenar bem os charutos e poder leva-los para apreciar em qualquer lugar é o porta-charutos. Acompanhe as dicas que o Westwing preparou para você escolher o seu porta-charutos preferido para degustar a hora que quiser.

Como escolher o porta-charutos

Hoje em dia os porta-charutos (também chamados de charuteiraspetacas ou pureras, em espanhol) de couro são os mais usados pelos apreciadores. Alguns são revestidos com cedro, outros possuem estruturas metálicas e podem ser adquiridos em diversos tamanhos, com capacidade para um, dois e até quatro charutos. Além dos artigos de couro bovino existem porta-charutos de couro de serpente, avestruz e crocodilo. Tem pra todos os gostos!

Até o século XIX, os materiais mais diversos eram empregados na fabricação dos porta-charutos, como casco de tartaruga, couro, prata e marfim.

Os porta-charutos geralmente comportam de um a quatro unidades. Na hora de escolher o modelo é preciso levar em conta a quantidade que se deseja transportar e o tamanho dos charutos (tanto o diâmetro quanto o comprimento). Os melhores porta-charutos devem ser uma combinação de charme e elegância, bom acabamento e eficiência, para que mantenha os charutos bem protegidos. Os porta-charutos de couro devem ser rígidos, podendo absorver a umidade dos charutos. Por isso não servem como umidores de viagem, além do fato de que o charuto não pode ficar neles por muito tempo.

Umidores de charutos

Além dos porta-charutos, os umidores também são indispensáveis para quem aprecia um bom charuto. A perfeita conservação dos charutos pede que a sua temperatura esteja entre 18º e 20°C e a umidade do ar entre 70 e 75%. O umidor é uma caixa que propicia a correta armazenagem dos charutos, mesmo por um longo período.

Cortadores e furadores

Para apreciar bem um charuto, você precisa de mais que porta-charutos: os cortadores e furadores também são essenciais!

O importante ao remover a proteção da parte do charuto que se leva à boca é garantir um fluxo adequado da fumaça. Seja qual for o procedimento escolhido, não se deve deixar fragmentos do tabaco na boca do apreciador. Na hora de cortar a extremidade fechada do charuto, dois instrumentos se destacam: o cortador e o furador. Nos charutos parejos – dois lados paralelos terminando com a cabeça arredondada – ambos podem ser usados. Entre os cortadores, o de guilhotina com dupla lâmina é o mais adequado.

Westwing: o Extraordinário Mundo da sua Casa

Próximas campanhas