Modernismo

Modernismo

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraModernismo

O surgimento do modernismo traz a ascensão de uma forma de perceber a arte marcada pela libertação de padrões estabelecidos para a produção artística e interesse em valorizar e explorar os temas e objetos do cotidiano. O movimento modernista teve início na Europa entre o final do século XIX e início de século XX. A sua influência chegou ao Brasil impactando o trabalho de diversos artistas do ramo da literatura, poesia, arquitetura e artes plásticas.

O nascimento de um movimento artístico é quase sempre fruto da necessidade de romper com a tendência de pensamento em vigor e dar lugar a uma nova percepção do mundo ao redor. O modernismo é uma escola de pensamento surgida a partir do questionamento de valores tradicionais e da apreciação e exploração da funcionalidade dos objetos e da simplicidade das formas. Entenda mais sobre o surgimento do modernismo e seu impacto para as artes e o desenho de interiores conferindo o conteúdo preparado pelo Westwing!

Modernismo é o nome dado à linha de pensamento que influenciou uma série de correntes artísticas no mundo e no Brasil e se formou a partir do questionamento aos valores e forma da vida resultantes da industrialização na Europa a partir do final do século XIX.

A influência da corrente de pensamento no Brasil pode ser observada no trabalho de artistas de diversos ramos, que passaram a refletir e conceber e suas peças de modo a valorizar e exaltar os materiais, cultura e valores locais e a inovação. O desejo de estimular padrão estético e produção artística baseadas na cultura nacional é uma das principais características do modernismo brasileiro.

Modernismo em Arquitetura e Artes Plásticas

As características e valores do modernismo brasileiro podem ser observados em obras de poesia, literatura, pintura, artes plásticas e arquitetura, entre outras linguagens. A Semana de Arte Moderna de São Paulo, realizada em 1922, possibilitou a apresenção do trabalho de artistas que mais tardes seriam considerados fundamentais para a história da arte e formação do modernismo no país. Entre eles Mario de Andrade e Oswald de Andrade (literatura), Anita Malfatti e Di Cavalcanti (artes plásticas).

A influência do modernismo na arquitetura e artes plásticas pode ser observada no estímulo à exploração de novas técnicas e materiais e desapego a formalidades que, de acordo com a corrente de pensamento, acabavam por afetar a liberdade de criação e expressão artística. Muitos artistas integrantes do modernismo brasileiro também passaram a refletir em suas telas cenas do cotidiano e do modo de vida do homem comum, valores e preferências nacionais. Temas como o folclore e cultura nacional serviram de inspiração para o trabalho de artistas que marcaram a história da arte no país com suas peças entre eles a artista plástica Tarsila do Amaral e o escultor Victor Brecheret.

Em arquitetura e urbanismo, as formas geométricas e orgânicas passam a ser aplicadas ao desenho de residências, ambientes e elementos. O surgimento e florescimento da linha de pensamento inaugurada pela Bauhaus em Weimar, Alemanha, coloca em evidência a necessidade de se explorar os objetos e formas, para além do seu apelo estético e ornamental. É com o florescimento do modernismo no Brasil que o trabalho de arquitetos como Lúcio Costa e Oscar Niemeyer ganha destaque no cenário nacional e internacional.

A funcionalidade é um aspecto priorizado no desenho dos interiores influenciados pelo modernismo e o legado do trabalho do arquiteto Le Corbusier faz-se sentir na tanto na concepção dos edifícios públicos e residenciais quanto na disposição e organização dos elementos dos interiores. O apreço pela inovação e progresso tecnológico passa a influenciar a escolha de materiais e conceitos. Os ambientes, cada vez mais desprovidos de ornamentos, tornam-se práticos e trazem em sua concepção arranjos e técnicas consideradas inovadoras e até mesmo subversivas para a época.

 

 

Próximas campanhas