Mies Van der Rohe

Mies Van der Rohe

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraMies Van der Rohe

Mies Van der Rohe nasceu em 27 de março de 1886, na Alemanha e foi um dos grandes representantes da arquitetura neoclássica, usando como objeto principal de seu trabalho o ferro e o aço e é considerado um dos arquitetos mais importantes do século XX. Nas construções de suas primeiras casas e galpões industriais, ele usou principalmente cimento e aço, mas em sua estética também estava incluído materiais nobres como mármore, ônix ou aço cromado.

Aos 14 anos, Mies Van der Rohe começou a trabalhar com seu pai na oficina de escultura de pedra da família, o que marcou o cuidado e pureza de materiais que escolhia para os seus projetos. Com 19 anos foi para Berlim e começou a trabalhar com os arquitetos Bruno Paul e Peter Behrens e depois disso a sua carreira se consolidou bastante na arquitetura, tendo seus projetos reconhecidos no mundo todo. Saiba mais!

Arquitetura da simplicidade

O arquiteto Mies Van der Rohe não estudou arquitetura e, no entanto, foi um dos maiores nomes do século XX. Ele ficou conhecido por obras em que as linhas retas e formas geométricas eram predominantes em seu trabalho. A simplicidade é a sua base. Tanto que duas frases muito conhecidas são de autoria dele como o “menos é mais” e “Deus está nos detalhes”.

Importantes obras de Mies Van der Rohe

A primeira obra importante de Mies Van der Rohe foi o pavilhão alemão para a Exposição Internacional de Barcelona, de 1929. Depois disso ele foi convidado para lecionar na escola de arquitetura Bauhaus, fundada por seu amigo Walter Gropius onde foi diretor na década de 1930. Mies Van der Rohe foi para os Estados Unidos em 1937, onde se naturalizou como cidadão norte-americano e onde também consolidou a sua carreira dando ênfase à fachadas de vidro e estruturas metálicas.

Entre 1946 e 1951, Mies Van der Rohe projetou e construiu a Casa Farnsworth, uma casa que deveria servir de retiro nos arredores de Chicago para Edith Farnsworth, uma médica. Esta obra se tornou, algum tempo depois, uma das principais referências da arquitetura moderna.

Uma das grandes construções de Mies Van der Rohe foi considerada por muitos o auge da arquitetura de edificações. Este prodígio foi o edifício Seagram, em Nova Iorque. Ele foi um ícone que representava o poder de crescimento das grandes empresas e que definiu o século XX.
O último grande trabalho de Mies Van der Rohe na arquitetura foi a Neue Nationalgalerie, em Berlim. Este dito como uma das mais perfeitas expressões de sua arquitetura. A parte superior tem uma estrutura de aço com invólucro de vidro.

Móveis Mies Van der Rohe

Traço comum na personalidade das mentes mais geniais, a obra de Mies Van de Rohe foi plural e versátil, extrapolando os limites da arquitetura. O talento de Mies Van de Rohe também se refletiu no design de móveis que se tornaram ícones da indústria. A interseção entre a obra do artista e a tradição de pensamento modernista fica clara no design das suas peças, que aliam beleza, minimalismo e função em sua estética e conceito.

São diversas as peças do arquiteto que conquistaram lugar reservado na história do design de mobiliário. Além das famosas cadeiras Mies Van de Rohe, destacam-se dentre os exemplos: a cadeira Brno, sofás, bancos e espreguiçadeiras concebidas com traço moderno como marca registrada. Além destes, destaca-se também a poltrona Mies Van der Rohe ou poltrona Barcelona.

A elegância das estruturas metálicas que quase sempre seguem formas curvilíneas ou anatômicas e o conforto dos assentos resultam em móveis que parecem flutuar no ar e se adaptar perfeitamente ao movimento do corpo.

Mies Van der Rohe e a cadeira Barcelona

O conceito de cadeira Mies Van der Rohe ficou conhecido em todo mundo pela genialidade. Juntamente com os seus projetos de arquitetura de grandes edifícios e construções, Mies Van der Rohe foi o responsável pela criação de uma das cadeiras mais famosas até hoje, a cadeira Barcelona.
Ela foi desenhada por Mies Van der Rohe e Lilly Reich para o Pavilhão Alemão da Exposição Internacional de Barcelona, em 1929. A cadeira foi projetada para servir de trono para o rei da época, Alfonso XIII e também para a sua esposa Edna durante a exposição. A sua estrutura, como tudo que o artista fazia, tem formas simples e arrojadas. Ela é composta de apenas duas peças: uma base de aço com estofado em sua parte superior. Não poderia ser mais simples. E ainda assim fazer tanto sucesso.

A cadeira Barcelona é parte de um projeto de design composto também por mesas, bancos, entre outros móveis. Mies Van der Rohe foi um dos pioneiros no desenho de projeto com estrutura de aço tubular, permitindo uma grande escala industrial. Mies transformou a cadeira Barcelona em símbolo de sofisticação e beleza.

Van Der Rohe no design contemporâneo

Clássica e atemporal, a obra de Van der Rohe influenciou e continua a influenciar arquitetos, decoradores e designers de mobiliário em todo o mundo. Entre os exemplos estão os trabalhos de Jonathan Wolf, Donald Olsen e William Massie e Alberto Campo Baeza. Todos buscaram inspiração nas obras incônicas de Vande der Rohe, debruçando-se na releitura do seu traço para compor projetos que englobam construções de casas e prédios, design de interiores, peças de mobiliário e obras de arte em si.

O Westwing reúne e coloca ao seu alcance o que há de melhor em tendências mundias em design, casa e decoração para você se inspirar. Planeje seus ambientes conferindo nossas dicas e acessando campanhas exclusivas e peças garimpadas pela nossa curadoria em estilo!

Próximas campanhas