Máscaras de Veneza

Máscaras de Veneza

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraMáscaras de Veneza

A cidade de Veneza é o lugar dos disfarces. Máscaras surgem lá de várias formas, cores e tamanhos e preços que fascinam os turistas que procuram as máscaras de Veneza que vêm de uma antiga tradição veneziana. O surgimento das máscaras venezianas é ligado ao carnaval. A comemoração do carnaval que tem registros desde o século XI, na época do governante Vitalie Falier, mas a festa só foi oficialmente reconhecida no século seguinte.

O carnaval da Veneza medieval vinha da época em que os venezianos se permitiam aos divertimentos proibidos em outras épocas do ano e as máscaras permitiam um disfarce, assim como se permitir ser outra pessoa durante a festa. Um lugar onde reuniam-se pobres, ricos, povo e nobreza em uma grande alegria e diversão. Até mesmo os religiosos usavam as máscaras para aproveitar as festanças. Quer conhecer mais sobre as máscaras de Veneza? Confira com o Westwing.

Um pouco mais sobre as máscaras de Veneza

As máscaras de Veneza eram usadas também em outras ocasiões além do carnaval como nos banquetes oficiais da República. Havia épocas também em que as máscaras de Veneza foram restringidas pelo governo porque tinham se tornado muito frequentes e acabavam sendo ligados a atividades ilícitas e pouco cristãs.

Como depois as máscaras de Veneza se tornaram bem populares, surgiram vários modelos diferentes que representavam ideias ou personagens e sua fabricação era feita por artesãos que eram chamados de “maschereri”.

As máscaras de Veneza eram originalmente feitas em papel màché. Primeiro o rosto a ser representado é feito de argila, depois um molde de gesso define a forma baseado no rosto criado na argila, aí então o molde é coberto pelo papel màché, que é uma mistura de papel e cola que deve secar lentamente. Quando a máscara seca e endurece, ela é retirada do molde e coberta com uma camada fina de papel especial. Então, as máscaras de Veneza são decoradas com pintura, plumas e o que mais quiser. Hoje há outras formas de fabricação e uso de materiais como o plástico e o metal, mas as máscaras em papel màché continuam presentes em pequenas lojas especializadas.

Máscaras de Veneza mais conhecidas

As máscaras de Veneza criadas pelos “maschereri” podem ser diversas cobrindo o rosto todo ou apenas parte dele. Entre as máscaras mais famosas estão o Pantalone, o Arlecchino, o Fracanapa, a Moretta, a Pulcinella, a Gnaga, a Bauta, Pierrot, Colombina entre muitas outras.

Arlecchino – o Arlequim é um dos personagens mais populares e servo cômico da Commedia dell’Arte italiana. Tradicionalmente usava roupas remendadas e trapos, que evoluiu parauma manta de retalhos em forma de losango, como conhecemos hoje. A máscara é preta com uma mancha grande e vermelha na testa.

Pulcinella – É um personagem clássico que teve sua origem na Commedia dell’Arte do século XVII , um corcunda que persegue as mulheres.  Sua principal característica, pelo qual surgiu o seu nome, é o nariz longo, que parece com um bico. Muitas vezes usa máscara preta e casaco branco longo com o cabelo solto e bagunçado.

Pierrot – É normalmente retratado como belo, charmoso e gentil a ponto de se culpar pelos erros que nunca fez, por isso sua natureza boa pode ser facilmente enganado. Ele geralmente tem o rosto esbranquiçado e é representado com uma lágrima no seu rosto.

Colombina – É uma personagem serva da Commedia dell’Arte. Normalmente se vestia com  um vestido esfarrapado e remendado adequado a um funcionário. Era conhecida por usar maquiagem pesada ao redor dos olhos e levar um pandeiro para se defender dos avanços amorosos de Pantaleão. Sua máscara cobre somente a metade do seu rosto.

 

 

 

Próximas campanhas