Volta ao mundo de trem: uma viagem ferroviária inesquecível

Quem gosta de viajar com certeza já sonhou muitas vezes em dar a volta ao mundo. Se esse tour já está na sua lista, que tal fazê-lo de uma maneira diferente? A ideia é fazer das ferrovias a rota principal para curtir passeios inesquecíveis. São 35 dias, sete trens e três continentes. Gostou da ideia? Nós te mostramos como curtir essa aventura!

luxuoso Rocky Montaineer
O luxuoso Rocky Montaineer, no Canadá.

A TT Operadora Lufthansa City Center, especializada em programas turísticos ferroviários internacionais, lançou essa proposta em fevereiro deste ano. Com data agendada para 24 de agosto, o roteiro conta com serviços de hospedagem e entretenimento em Portugal, França, Rússia, Canadá e Estados Unidos. Em vagões reservados, os viajantes podem aproveitar as mais espetaculares paisagens e culturas, com desembarques garantidos em cidades icônicas.

Ponto de partida

Tudo começa em Lisboa, onde o trem parte da estação Oriente, um verdadeiro marco da arquitetura moderna. É aí que se dá início a uma excursão que percorrerá um dos mais antigos caminhos ferroviários europeus. Chegando na comuna francesa, Hendaia, é feita a primeira troca de trens.

Trem SUD EXPRESS
Trem SUD Expresso, que parte da Estação Oriente, em Lisboa. (Foto: Pablo Bernhard)

Primeira parada: França

Na França, o Train à Grande Vitesse, reconhecido internacionalmente pela velocidade de mais de 320 km/h, é responsável por levar os viajantes à Torre de Montparnasse para conhecer a vista de 360 graus.

Train Grand Vitesse
Train à Grand Vitesse.  (Foto: SNCF – Médiathèque)

O próximo embarque será no Expresso Paris-Moscou, que mantém o título de uma das rotas transeuropeias mais longas. Enquanto atravessam cinco países em dois dias, o grupo desfrutará do atendimento nos vagões de dormitórios e restaurante.

Trem RZD
Trem RZD
Interior do trem RZD, que sai da França para Rússia. (Fotos: RzD- Russian Railways)

Seguindo viagem

A chegada à Moscou acontecerá no aniversário de 100 anos da lendária ferrovia Transiberiana, com mais de 9.000 km de extensão. Nessa noite, os aventureiros serão recebidos com um jantar de boas-vindas. O trem seguirá com destino à Vladivostok, com paradas em algumas das áreas de mais difícil acesso do mundo, incluindo vilarejos típicos e mercados locais, às margens do místico Lago Baikal.

Trem Transiberiano- 2
Trem transiberiano
Restaurante dentro do Trem Transiberiano. (Fotos: Eurasia Trains & Tours)

Rota final

No único trecho aéreo da viagem, todos partirão de Vladivostok para Vancouver, no Canadá. Depois, a jornada de trem será retomada a bordo do luxuoso Rocky Mountaineer e seu clássico vagão panorâmico, perfeito para admirar as belas montanhas canadenses. Nesse trecho do passeio, duas noites serão dedicadas ao charmoso Fairmont Chateau Lake Louise, único hotel às margens de Lake Louise dentro do Parque Nacional de Banff.

Rocky Mountaineer-2
Trem Rocky Mountaineer ( Foto: Rocky Mountaineer)

Por uma das rodovias mais cênicas do mundo, a Icefields Parkway, os viajantes acessarão a estação de Jasper, onde o trem The Canadian aguardará a todos para percorrer o Canadá de costa a costa. O desembarque final da rota canadense ocorrerá na cidade de Toronto, de onde partirá o último trem da rota, o americano Amtrak – Maple Leaf, rumo à Big Apple, nos Estados Unidos.

The Canadian
The Canadian
The Canadian
Dormitório do trem The Canadian. (Fotos: Via Rail)

Será em Nova Iorque o final desta incrível jornada. Um jantar de encerramento será oferecido no coração do Central Park, onde os participantes ganharão o certificado Volta ao Mundo de Trem.

Trem Amtrak
O trem americano Amtrak

É impossível não ficar animado com essa experiência cheia de belezas naturais e tanta cultura para conhecer!

Para mais informações, acesse: www.voltaaomundodetrem.com.br

Bianca Machado

Já conhece o nosso App?

Baixe agora
Baixe agora
Offline