Lúcio Costa

Lúcio Costa

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraLúcio Costa

Considerado o precursor do modernismo, Lúcio Costa acumulou obras, peças e prêmios de destaque no Brasil e no mundo. Formado em arquitetura e urbanismo, Lúcio Costa é reconhecido mundialmente pela criação do Plano Piloto de Brasília, projeto que deu início à criação do que é hoje a capital de nosso país. Francês, mas naturalizado brasileiro, Lúcio Costa se uniu a Oscar Niemeyer para criar o projeto da cidade de Brasília e o pavilhão brasileiro na Feira Universal de Nova York, em 1939.

Apesar de arquiteto e urbanista, Lúcio Costa sempre esteve envolvido com design de mobiliário, com referências como o, também arquiteto, Le Corbusier, criador de ícones como a cadeira LC4. Lúcio criou peças modernas que se mantém atuais até hoje, como a poltrona criada que leva o seu nome. Confira nesta página do Westwing mais sobre a história de Lúcio Costa e suas conquistas.

Vida de Lúcio Costa

Filho do almirante, Joaquim Ribeiro da Costa, Lúcio Costa nasceu em Toulon na França, mas sempre viajou muito devido às atividades militares de seu pai. Colecionando diplomas pelo mundo, Lúcio Costa estudou na Royal Grammar School, em Newcastle, no Reino Unido, no Collége National em Montreaux, na Suíça e no Centro Universitário Belas Artes em São Paulo. Especializado em arquitetura e urbanismo, Lúcio Costa se estabilizou no Brasil e foi responsável por diversas criações de destaque no país e no mundo junto ao seu eterno parceiro, Oscar Niemeyer. Sobressaem-se em sua história, além do Plano Piloto da cidade de Brasília e do prédio do Ministério de Educação e Saúde Publica, os projetos do Jockey Club do Brasil, no Rio de Janeiro, do Plano Piloto da Barra da Tijuca e da Casa do Brasil, na Cité Internationale Universitaire de Paris, levando o conceito de modernidade em todos os seus desenhos.

Obra

O arquiteto e urbanista Lúcio Costa foi responsável por designs arquitetônicos e de mobiliários que impressionam até hoje devido ao seu olhar moderno. Precursor do modernismo no Brasil, junto ao seu parceiro de projetos, Oscar Niemeyer, Lúcio Costa ganhou destaque e ficou marcado na história pela criação do Plano Piloto da cidade de Brasília. Este projeto passou por uma banca julgadora exigida pelo governo Juscelino Kubitschek, a fim de tornar Brasília a capital do país até hoje. Tomada por prédios desenhados por Niemeyer e peças de mobiliário de grandes designers, que incluem o próprio Lúcio Costa, Brasília foi concebida inspirada no formato de um avião, com asa norte, asa sul, cabine e corpo. Com seu olhar a frente de seu tempo, Lúcio Costa também está por traz de um projeto arquitetônico que ganha destaque até hoje, o edifício-sede do Ministério da Saúde e Pública.

Plano Piloto de Brasília

Ao lado de grandes empresas internacionais com projetos coloridos de alto efeito, Lúcio Costa apresentou seu Plano Piloto de Brasília à Comissão Julgadora apenas com rabiscos a lápis feitos de forma displicente em um papel. Em seu projeto, a cidade teria a aparência de um avião sendo dividida com asa norte, asa sul, cabine e corpo. Mesmo executado de forma simples, o projeto de Lúcio Costa encantou os julgadores e foi escolhido para criar a cidade de Brasília e nova capital do Brasil. Com referências de projetos do designer Le Corbusier, o Plano Piloto de Lúcio Costa contém, além do desenho da cidade, os detalhes de todos os prédios do congresso, pensados um por um.

Próximas campanhas