Garfo

Garfo

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraGarfo

É comum ignorarmos a utilidade e as origens de muitos dos utensílios de cozinha que utilizamos diariamente. Você já parou para pensar sobre as origens do garfo? Muita gente ainda se confunde com a variedade  e as funções específicas de cada tipo de  garfo. Além de fundamentais para facilitar as refeições, esses talheres  estão entre os acessórios decorativos mais observados no momento em que sentamos à mesa.  

Decorar bem uma mesa requer atenção aos mínimos detalhes. É recomendável que os talheres sejam escolhidos cuidadosamente de acordo com a ocasião. Para garantir bons momentos à mesa durante uma celebração especial, é igualmente importante conhecer os diferentes tipos de garfos e seus usos. Precisa de ideias para tornar sua mesa ainda mais bonita durante uma ocasião especial? Inspire-se com as dicas e produtos para decoração da mesa disponíveis no Westwing.

Consumir refeições sem o auxílio de um garfo é algo impensável para muitas pessoas. No entanto, além de funcionais, esses objetos também são peças decorativas de fundamental importância. Coloridos, clássicos, em prata ou em aço inoxidável, os garfos e talheres que você utiliza produzem um importante efeito estético na decoração da mesa, especialmente durante ocasiões especiais.

A História do Garfo

As origens do garfo provavelmente datam de 2400 e 1900 a.C. De acordo com relatos históricos, os  romanos utilizavam um talher rudimentar como ferramenta para auxiliar o ato de comer durante as refeições.

Na Itália, o uso do garfo chegou a ficar proibido, quando este foi considerado pela igreja um objeto diabólico e, portanto, herético. Pelo mesmo motivo, o garfo de dois dentes caiu em desuso, já que sua forma se assemelha à uma forquilha. Somente séculos depois o uso do garfo foi reavaliado e autorizado.

Apesar da passagem do tempo, o uso do garfo se popularizou com muita dificuldade, especialmente no Ocidente. É sabido que Louis XVI preferia comer com os dedos ao invés de utilizar o talher.

Garfos: Design

Os materiais mais comumente utilizados para a fabricação de garfos são a prata, o aço e o plástico. Enquanto os talheres de prata, e, por conseguinte os garfos, são mais utilizados em ocasiões especiais, os versáteis garfos de aço inoxidável são adequados para o uso diário e não necessitam de cuidados especiais de manutenção.

Os talheres de prata são ideais durante jantares e almoços importantes ou ocasiões especiais como aniversários e celebrações.

Já os garfos de plástico são a melhor a opção para ocasiões mais informais ou eventos que reúnam um grande número de pessoas e haja dificuldade para substituir os talheres.

Garfo para Peixe

Tipos de Garfo

Hoje em dia, com a popularização dos talheres em geral, é possível encontrar garfos em diversos modelos. Conhecer os diferentes tipos de garfos e como eles devem ser utilizados é fundamental para quem quer evitar constrangimentos á mesa e durante ocasiões especiais. Desde as entradas até o momento da sobremesa, há um grafo ideal para nos ajudar a desfrutar o máximo de cada prato. Conheça os tipos básicos de garfo e suas funções:

  • Garfo para aperitivo: formado por três dentes planos e largos
  • Garfo para ostras: garfo de três dentes com um aspecto curvo como uma colher
  • Garfo para escargot:  formado por dois dentes curtos e curvos
  • Garfo comum: formado por quatro dentes longos e forma ligeiramente curvada par que possamos  comer melhor sem incomodar/machucar a boca.
  • Garfo para carne: formado por três pinos em linha reta
  • Garfo para fondue: possui um cabo alongado e três dentes, no caso dos garfos para fondue de queijo. Já o fondue de carne normalmente é consumido com um garfo para fondue de dois dentes.
  • Garfo para sobremesa: O garfo para sobremesa é menor que a maioria dos outros tipos de garfo, além de possuir apenas três dentes. Para facilitar o corte da sobremesa sem necessidade de uma faca, esse tipo de garfo possui as laterais mais afiadas.

Garfo de Sobremesa

O garfo de sobremesa se diferencia dos outros tipos de garfo por ser menor e possuir apenas três dentes. Para facilitar o momento de cortar um alimento doce sem o auxílio de uma faca, o garfo de sobremesa conta com laterais mais afiadas, perfeitas para cortar pedaços de bolos e tortas. Feito de inox, prata, plástico ou aço, o garfo de sobremesa é perfeito para os mais variados eventos – desde os mais simples até os mais luxuosos – e não pode faltar em uma recepção de sucesso!

Onde Posicionar o Garfo de Sobremesa

A posição dos talheres em uma mesa é um assunto que confunde muita gente, afinal, há regras de posicionamento de garfo, faca e colher para que um jantar transcorra de uma forma tranquila e organizada. Dominar as regras de etiqueta à mesa garante um almoço ou jantar de sucesso e ainda embeleza a mesa, que fica muito elegante com talheres como o garfo de sobremesa posicionados de forma organizada.

Em uma refeição mais simples, o garfo de sobremesa deve ser posicionado do lado esquerdo do prato principal, ao lado do garfo maior, que deve ficar ao lado do prato. A faca que será utilizada na refeição principal deve ficar do lado direito do prato e com a lâmina voltada para dentro, com a faca de manteiga ao lado desta. A colher também deve ficar ao lado da faca, do lado direito do prato.

Garfo para Peixe

Para quem gosta de comer peixes, sabe a dificuldade que muitas vezes é tirar a carne sem vir junto um pedaço de espinho. Para nos ajudar, foi inventado o garfo para peixe, que possui dentes de tamanho diferentes e pontudos, mas que não são afiados, para auxiliar na hora de remover os espinhos. Ele ainda pode  vir em companhia da faca para peixe. Esses talheres se fazem necessários em todas as cozinhas daqueles que comem peixe com frequência.

Para peixes de água doce, o normal é usar os garfos comuns e uma cospeta, que é semelhante a uma colher, mas com três pontas que remetem a um garfo. Ele deve ser pressionado ao peixe e a cospeta tem a função de retirar os espinhos.

Para peixes de água salgada é usado o garfo para peixe e a faca específicos para peixe. Não há necessidade de trocar de talheres, mas em grandes recepções a troca serve para anunciar aos convidados sobre a origem no peixe.

garfo para peixe

Garfos para Fondue

Embora sua origem seja suíça, o fondue ganhou fama no Brasil e já possui sabores bem nacionais. Chocolate, queijo ou carne são ingredientes básicos desse prato, muito saboreado em tempos mais frios, pois precisa ser consumido quente. Para evitar a sujeira, os garfos para fondue são requisitados. De metal e com um cabo moderno e sofisticado, é possível direcionar o clima de um encontro. através dos garfos para fondue Alegre, formal, romântico – tudo depende de como será a arrumação da mesa.

Existem dois tipos de garfos para fondue – os apropriados para fondue de queijo e os para os demais sabores. A única diferença é que esses garfos para fondue possuem 3 dentes em vez de 2, cravando o pão com mais firmeza para ser mergulhado no queijo. Para os cabos, é preciso variar entre a beleza e a segurança. Os cabos devem ser a prova de calor e ainda moldar o estilo de decoração que será composta a mesa.

Pondo a Mesa

Os talheres para peixe costumam serem postos à mesa apenas quando há algum peixe no menu. Nesse caso ele, o garfo para peixe é posto ao lado esquerdo do garfo de jantar, ficando à direita do prato. Se na refeição forem servidos peixe e carne, o ideal é que se coloquem os dois tipos de talheres à mesa, os de carne mais perto do prato e o de peixe indo em direção ao lado de fora da mesa, pois normalmente o peixe é um das primeiras refeições consumidas e, portanto, o garfo para peixe será usado primeiro.

Para o jantar ou para a sobremesa, inspire-se nas dicas de utilização de garfos e facas com o Westwing!

Westwing: O Extraordinário Mundo da Sua Casa!

Próximas campanhas