Cozinhas Funcionais

Cozinhas Funcionais

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraCozinhas Funcionais

"A cozinha é o mundo mais fascinante da casa, o mais coletivo. Um espaço que reúne sobrevivência, prazer, refinamento e civilização." Com certeza, a frase da escritora Nélida Piñon parece estar cada vez mais perto da realidade: de um ambiente que costumava ser restrito às cozinheiras e empregados, esse espaço passou a ser o local onde as mulheres da família trocavam receitas e segredos, e, felizmente, hoje é um recinto cada vez mais democrático e voltado ao lazer.

Porém,de nada adianta ter uma linda cozinha, com equipamentos de tecnologia de ponta e decoração de alta qualidade, se ela não atende às necessidades dos usuários. Felizmente, vemos hoje uma preocupação crescente com o desenvolvimento de cozinhas funcionais, que unem beleza, conforto e praticidade numa cozinha moderna, muitas vezes compacta. Então, que tal conferir as dicas do Westwing e se inspirar nessas dicas de cômodos práticos?

Cozinhas funcionais: onde tudo começou

Cozinhas funcionais não são sinônimo de ambiente com layout engessado, mas o termo tem sim origem em um modelo criado para aumentar a produtividade do espaço. Nos anos 50, um estudo detectou que a cozinha tinha três células de trabalho principais – a geladeira, a pia e o fogão – e criou o work triangle, que determina que essas três células devem formar um triângulo para criar cozinhas funcionais.

Cozinhas funcionais: dicas valiosas

É claro que hoje existem cozinhas funcionais que fogem ao modelo do triângulo, mas nem por isso significa que não haja alguns padrões para torná-la mais produtiva para os usuários. Entre eles, estão:
Pense no uso: cozinhas funcionais podem ser diferentes de usuário para usuário. O importante é saber como a pessoa usará o ambiente, e a partir daí pensar como serão os cômodos. Leve em conta os objetos utilizados e os hábitos culinários. O dono precisa de uma cozinha equipada com muitos aparelhos ou apenas o básico? Quais aparelhos são mais utilizados? Os usuários gostam de cozinhar ou preferem comida pronta?

Dois pesos, duas medidas: é claro que quanto mais liberdade você puder dar ao usuário para ele se movimentar, melhor, mas há um mínimo e um máximo que precisam ser respeitados. Em se tratando do triângulo, por exemplo, a distância entre uma ponta do triângulo e outra deve ser de entre 1,20m e 2,75m.

Estação de trabalho, o novo triângulo: como falamos, o work triangle cria cozinhas funcionais, mas com a adoção de outros eletrodomésticos aos hábitos gastronômicos, esse padrão passou a dividir lugar com o modelo de estações de trabalho, principalmente em cozinhas maiores. Esse modelo consiste em incluir outros equipamentos, como a máquina de lavar, entre as células de trabalho principais.

Ilhas: são aquelas estruturas colocadas no meio do ambiente e que costumam ser um coringa na criação de cozinhas funcionais, tanto na questão da falta de espaço quanto da produtividade. Ela pode servir como balcão para refeições, como bancada para a preparação dos alimentos, base para gavetas, instalação do fogão ou da pia ou até mesmo para tudo isso junto, dependendo, é claro, do tamanho da ilha. Ter tudo mais perto, ao alcance da mão, é ou não é mais funcional?

Iluminação: Pode parecer estranho, mas a iluminação tem uma grande influência para o projeto de cozinhas funcionais. Isso porque uma cozinha escura demais dificulta as tarefas realizadas, enquanto uma cozinha clara demais se torna desconfortável para permanência.

O Westwing sabe que ter ambientes funcionais dentro de sua casa torna o dia-a-dia muito mais prazeroso e mais prático. Cozinhas funcionais são a chave para ter essas vantagens nos momentos que mais reúnem família e amigos: as refeições!

Próximas campanhas