Coleira Peitoral

Coleira Peitoral

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraColeira Peitoral

Cães e gatos têm aquela característica de adoração pelas pessoas da casa onde vivem, mas é inegável a alegria que sentem, em geral, quando alguém pega a coleira para o recomendável passeio diário do animalzinho de estimação. Mas, além de proporcionar segurança ao bichinho, a coleira deve vir acompanhada de conforto, pois o modelo errado pode incomodar, e muito, o cão ou gato. A coleira peitoral, em muitos casos, surge como a solução para proporcionar apenas benefícios aos passeios.

A coleira peitoral, como o próprio nome diz, é posicionada no peito do animalzinho, o que evita que ele sufoque, naqueles puxões afobados ao saírem de casa, e permite um melhor controle de quem estiver conduzindo o passeio, mas sem ferir o animalzinho de estimação. Por isso, o Westwing preparou este especial sobre a coleira peitoral, com o intuito de inspirar novas ideias em quem tem cães ou gatos. Confira!

Por que escolher a coleira peitoral?

Existem muitas coleiras para cães, disponíveis no mercado para acomodar bem a todas as raças, portes e pelagens, mas a coleira peitoral oferece algumas vantagens que outras guias e coleiras não oferecem com a mesma qualidade.

Vamos conferir, a seguir, os tipos de coleiras para cães mais comuns, e entender quais são as vantagens de cada, tomando como base a coleira peitoral:

Coleira simples: é boa para deixar uma identificação do animalzinho de estimação, algo difícil de estampar na coleira peitoral. Animais de grande porte, no entanto, podem dar mais trabalho aos condutores com esse tipo de coleira.

Coleira do tipo enforcador: utilizada para sossegar animais afobados, esse tipo de coleira traz muito desconforto ao animalzinho, o que torna cada passeio uma tormenta – para o condutor e para o cão empolgado em demasia.

Coleira peitoral: além de evitar problemas na coluna do cãozinho, pelos seguidos puxões, a coleira peitoral traz mais conforto nos passeios e permite um melhor manuseio na condução. Só é preciso manter a atenção com o fato de que a coleira peitoral pode ser fácil de se soltar em animais de grande porte, sendo necessário buscar modelos bem reforçados para garantir a segurança do “cãozinho”.

Coleira Peitoral

Dicas para o cachorro puxar menos

Além da coleira peitoral, uma boa disciplina é fundamental para que o cachorro desfrute do passeio e puxe menos durante a caminhada. Por isso, selecionamos algumas dicas que podem auxiliar a doutrinar o cachorro e, assim, permitir um passeio ainda mais relaxante e divertido:

  • Dite o ritmo, não deixe que o cachorro assuma o controle;
  • Embora o estímulo seja legal para animar o animalzinho, esse atos podem animar o cão em demasia, ficando difícil de controlá-lo durante o passeio;
  • Pulso firme para manter o cão perto do condutor. Mantenha-o próximo e firme quando o cão puxar e interrompa a caminhada;
  • Mantenha o cachorro ao lado ou atrás de você, não à frente, pois isso dá a sensação de que ele conduz você, e não o contrário.

Desfrute das múltiplas vantagens da coleira peitoral e garanta passeios mais seguros e divertidos com as dicas do Westwing!

Próximas campanhas