Arte Moderna

Arte Moderna

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraArte Moderna

Nos famosos clichês que buscam decidir se a vida imita a arte ou se é o contrário, é fácil fugir aos chavões para encontrar, na essência da arte moderna, inspirações fundamentais nas organizações sociais de meados do século XIX, como a Revolução Industrial, por exemplo, cujos processos trouxeram um novo senso de pressa e urgência à sociedade. Logo, pensamentos e atitudes artísticas se deixavam levar nessa onda que se enraizava no cotidiano mundial.

A arte moderna perdurou por quase um século, chegando até a metade do século XX, aproximadamente, com um destaque efervescente em território nacional, quando teve a Semana de Arte Moderna de 1922. Vamos ver como a arte moderna influenciou a sociedade, e vice-versa, e conferir possíveis inspirações para que você leve o seu dia a dia de uma maneira menos comum e mais criativa e inovadora. Inspire-se com as dicas do Westwing!

Características da Arte Moderna

Com uma identificação artística que se expandiu para as mais variadas formas de expressão, como escultura, pintura, arquitetura, música, literatura e fotografia, a arte moderna cravou o seu marco na segunda metade do século XIX, em contraposição às formas estéticas seguras e bem definidas que artistas propunham, até então.

O choque inicial da crítica e público especializados se deu pelo fato de que a arte moderna e seus representantes estavam rompendo, com pouca sutileza, com os padrões clássicos. Não à toa, cubismo e futurismo são dois movimentos que obtiveram bastante destaque por fugir completamente à estética geral das artes. Tornou-se comum até a quebra de paradigma com cenas surreais representadas, figuras deformadas e paletas de cores mais vívidas.

Mas cada artista moderno encontrou o seu tom dentro da arte moderna. Por exemplo:

Arquitetos, ilustradores e designers buscaram o cuidado com a forma e com o modo de vida atual das pessoas nas suas composições.

Com o dadaísmo, expressionismo, simbolismo, suprematismo e surrealismo, a arte moderna embarcou diversas opções pra artistas experimentais.

Para expressar a vida moderna e os rumos que ela tomava, a arte moderna também se ramificou em outros movimentos, como o futurismo, o cubismo, a Escola de Paris, entre outros.

Em cada um deles, uma série de artistas fizeram história dentro do período da arte moderna, explorando nuances que, aos poucos, ramificaram o gosto popular e da crítica, que ganhou uma infinidade de movimentos em um curto espaço de tempo para apreciar.

A Arte Moderna no Brasil

Para explorar o cenário artístico europeu fez-se, no Teatro Municipal de São Paulo, a Semana de Arte Moderna de 1922. O resultado estremeceu as estruturas artísticas do país, com novidades que se alastraram no estilo de diversos artistas, indo desde as artes plásticas até a literatura e música.

A aceitação por esse movimento que seguia na contramão das formas artísticas clássicas tardou a surgir por ser algo que escapava ao convencional. Entre os artistas que mais se destacaram, no Brasil, podemos citar Di Cavalcanti, Anita Malfatti, Lasar Segall e Tarsila do Amaral, entre tantos outros. Mundo afora, Pablo Picasso, Matisse e Mondrian são alguns dos nomes que fizeram história. Inspire-se com as noções de arte moderna para criar a sua!

Próximas campanhas