Arne Jacobsen

Arne Jacobsen

Compartilhe

WESTWING NA MÍDIA:
Quer saber mais? Leia nosso guia!

Guia Westwing paraArne Jacobsen

Se a genialidade e a obsessão podem trilhar caminhos paralelos, e convergentes, pode-se dizer que o arquiteto dinamarquês Arne Jacobsen (1902 - 1971) percorreu a jornada da sua vida com uma perna em cada uma dessas estradas, ora distribuindo o peso mais em um caminho, ora no outro. Por conta disso, seu nome acabou por se tornar um dos mais lembrados e inspiradores da arquitetura e do design de mobílias,

De prédios monumentais a cadeiras mundialmente famosas e utilizadas até os dias atuais, tudo que passava pelas mãos do arquiteto e designer era meticulosamente pensado para que ficasse proporcional a tudo ao seu redor. E, para quem sente que as proporções são a essência da harmonia, o Westwing preparou um especial sobre Arne Jacobsen digno da simetria de suas peças. Posicione-se sobre o ponto de equilíbrio da estética decorativa com o Westwing!

Vida de Arne Jacobsen

Um dos casos mais emblemáticos sobre a vida e obra de Arne Jacobsen veio em uma carta escrita por um então renomado arquiteto inglês para o jornal The Times. Nela, ele questionava a escolha de um dinamarquês para projetar o novo prédio da Universidade de Oxford, em 1958, e o quanto aquilo seria tragicamente comparável à escolha de um francês para reconstruir a Catedral de Canterbury.

O resultado, como prega o clichê, é história, uma vez que o prédio é uma das assinaturas mais consistentes e celebradas de Arne Jacobsen, que teve participação ativa em todas as etapas da construção do prédio universitário. Não apenas nela, em resposta à mordaz e insensata crítica do arquiteto inglês, mas por ter um um toque de obsessão aos menores detalhes.

Design meticuloso para todas as obras

Fosse um prédio para abrigar milhares de mentes universitárias, ou uma cadeira para acomodar somente uma mente em trabalho ou ociosa, Arne Jacobsen tratava ambos os projetos com a mesma meticulosidade.

Tratava o design de móveis com maestria, uma das áreas na qual mais obteve sucesso prolongado, em seu legado, com destaque às cadeiras e poltronas. Uma delas, a poltrona Egg, talvez a mais icônica da coleção de Arne Jacobsen, surgiu como complemento após a execução do projeto do hotel Radisson SAS, em Copenhagen. Uma das maiores expressões de sua genialidade conjunta tanto em arquitetura quanto em design.

Os móveis de sua vida

Além do sucesso que acumulou aqui e ali como arquiteto, o dinamarquês Arne Jacobsen demonstrou intensa habilidade na produção de peças de mobiliário. A poltrona Egg pode ser a mais notória delas, porém, as Series 7 Chair (Cadeira Série 7) trouxeram novos rumos à decoração moderna, com o habitual traço orgânico de suas peças misturado a elementos maciços, como hastes em aço inox, por exemplo.

Com sucesso e destaque ainda nos dias atuais, fazendo presença em filmes e séries, a Cadeira Série 7 de Arne Jacobsen é tão vitalícia no imaginário popular – e nos seus projetos modernos de decoração – quanto a poltrona Formiga, que ganhou fama após um projeto realizado para a empresa farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk, e a já citada cadeira Egg, uma das peças de mobília mais adquiridas em todo o mundo.

O design de Arne Jacobsen cheio de curvas, aliado à disposição precisa de linhas naturais e traços orgânicos, faz dela uma peça essencial para dar mais sofisticação e conforto ao ambiente, mas sem se privar à época de sua concepção, sendo, ela, atemporal.

Poltronas para todos os lares

Convidativas a longos repousos, as cadeiras desenhadas por Arne Jacobsen mostram um talento que transcende sua época e recria elementos pontuais para a decoração de uma sala de estar ou quarto. Uma mostra confortável do quanto a tênue linha que separa genialidade e obsessão pode ser pulada, vez ou outra, em nome do sucesso.

Próximas campanhas